nsc

publicidade

Washington

Trump exige verba para muro com México em reunião insólita

11/12/2018 - 21h20

Compartilhe

Por AFP

Em uma insólita reunião no Salão Oval da Casa Branca transmitida para todo o mundo, um exasperado Donald Trump exigiu nesta terça-feira dos líderes da oposição no Congresso dinheiro para construir o muro na fronteira com o México, uma promessa de campanha.

Trump, que exige 5 bilhões de dólares para seu polêmico projeto, afirmou que construirá o muro de "um jeito ou de outro", porque o país "precisa", e ameaçou deixar sem verbas muitas dependências do governo caso não consiga o dinheiro.

"Ficarei orgulhoso de parar o governo pela segurança na fronteira", disse o presidente.

O encontro com Chuck Schumer, principal democrata no Senado, e Nancy Pelosi, que provavelmente assumirá em janeiro a presidência da Câmara de Representantes, marca o início de duras negociações sobre a lei do orçamento, que deve ser aprovado até 21 de dezembro.

O fracasso destas negociações levaria a uma paralisação parcial do governo, nas vésperas do feriado de final de ano.

"Não devemos parar o governo por uma disputa", disse Schumer, que ao sair da Casa Branca deplorou a teimosia do presidente e seu potencial dano para muita gente.

Segundo a imprensa americana, Pelosi disse a seus colegas democratas que a obsessão de Trump com o muro era como "uma questão de virilidade" para ele. "Fiz o papel da mamãe" durante esta reunião "muito louca".

Durante a reunião, Trump se gabou - com a ajuda de bilhetes - do sucesso das barreiras físicas instaladas em alguns trechos da fronteira de 3.200 km com o México.

Trump, claramente irritado, foi irônico quando Pelosi disse que a reunião não deveria ser aberta à imprensa e disparou: "Não é ruim, Nancy, isto se chama transparência".

"Não é transparência quando não estamos configurando um conjunto de fatos e queremos discutir os fatos", retrucou a senadora.

"O muro será construído (...). Se os democratas não votarem para proteger nosso país, o Exército construirá os trechos restantes do muro", tuitou Trump antes da reunião.

* AFP

Deixe seu comentário:

publicidade