nsc
dc

Ensino superior

UFRJ pode fechar por falta de recursos, anuncia reitora

Segundo a reitora da universidade, as aulas só estão garantidas até junho deste ano

12/05/2021 - 08h51

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
UFRJ pode fechar por falta de recursos, anuncia reitora
Com orçamento reduzido, a UFRJ pode fechar já em julho deste ano
(Foto: )

A Universidade Federal do Rio de Janeiro anunciou que corre o risco de paralisar as atividades a partir de julho deste ano por falta de verbas. As informações são do jornal O Globo. 

> Gil do Vigor, do BBB 21, é contratado pela Globo

Em artigo publicado no jornal, o vice-reitor Carlos Frederico Leão Roch e a reitora Denise Pires de Carvalho escreveram que o funcionamento da universidade se tornaria inviável por conta dos bloqueios de verba anunciados pelo governo federal.

“Com o que temos disponível para gastos discricionários hoje, a UFRJ para de funcionar em julho. As aulas só continuam porque estão remotas. Mas todos os serviços da universidade, como os hospitais e as pesquisas, incluindo o desenvolvimento de uma vacina de Covid-19, serão interrompidos”, afirmou a reitora da UFRJ.

Segundo dados do Orçamento 2021, estão disponíveis R$ 2,5 bilhões para as 69 universidades federais, que atualmente atendem 1,3 milhão de estudantes. Esse valor é quase o mesmo de 2004, quando havia 574 mil alunos e 51 instituições.

Apesar da verba apertada de R$ 2,5 bilhões , as federais podem de ter R$ 1,8 bi desbloqueados ao longo do ano. Essa decisão depende do governo e, caso ocorra, os gastos atingirão o patamar de 2006, quando o país tinha 54 universidades federais em funcionamento.

* Com informações do Metrópoles, parceiro do NSC Total

Leia também:

Quem é o pai de Yasmin Brunet

Panfletos "apocalíticos" serão investigados em Orleans, no Sul de SC

Empresário de SC revela que Paulo Gustavo tinha filme pronto para gravar

Uma semana após ataque em creche de SC, assassino tem alta e é levado para presídio

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Casal de turistas é resgatado depois de ser ‘esquecido’ na roda gigante de Balneário Camboriú

Colunistas