nsc
    dc

    Verão NSC

    Um dia no Parque Aquático

    Para quem gosta de se divertir com emoção, a opção, em Florianópolis, é uma boa para o calor

    15/01/2019 - 12h05 - Atualizada em: 16/01/2019 - 05h40

    Compartilhe

    Felipe
    Por Felipe Carneiro
    No Complexo Atlântida, quem vai mais longe arranca aplausos do público.
    No Complexo Atlântida, quem vai mais longe arranca aplausos do público.
    (Foto: )

    O calor não está dando trégua neste começo de ano na capital catarinense. As altas temperaturas e as sensações térmicas ainda mais elevadas atraem as pessoas para as praias fazendo com que estas fiquem lotadas. Há quem prefira se divertir de uma maneira diferente, mas com muita água para refrescar o dia quente. Em Florianópolis, o parque aquático Água Show, situado no bairro dos Ingleses, demonstra que a brincadeira vai longe e todos têm vez. Toboáguas para os pequenos e piscinas tranquilas dividem espaço com estruturas de vinte metros de altura para suportar as quedas feitas especialmente para os adultos. São mais de dez opções garantindo a diversão para o dia inteiro.

    Crianças têm espaço garantido no parque.
    Crianças têm espaço garantido no parque.
    (Foto: )

    Entre as crianças, os toboáguas logo na entrada do complexo são os que fazem mais sucesso. Risadas altas e correria para acessá-los indicam que o dia está sendo aproveitado ao máximo.

    Não são só os escorregadores tradicionais indicados para os pequenos.
    Não são só os escorregadores tradicionais indicados para os pequenos.
    (Foto: )

    Quem vai acompanhado pelos filhos menores de três anos também pode relaxar nas bóias da piscina de corredeira. O movimento é tranquilo, perfeito para descansar enquanto se refresca.

    A criançada se diverte nas piscinas.
    A criançada se diverte nas piscinas.
    (Foto: )

    As bóias seguem o fluxo da água tranquilamente.
    As bóias seguem o fluxo da água tranquilamente.
    (Foto: )

    Já adolescentes, jovens, adultos e idosos, não conseguem conter o bom humor quando chegam na parte de trás do parque. Lá estão os brinquedos mais procurados e é preciso olhar para cima para enxergar o fim das escadas de acesso. Há quem não encare o desafio quando se senta no topo dos tobogãs, há quem desça de olhos fechados e aos gritos de pavor e há, ainda, corajosos que querem ir novamente.

    Queda solitária que esfria o estômago no Toboágua do Índio.
    Queda solitária que esfria o estômago no Toboágua do Índio.
    (Foto: )

    O fato é que um dia no parque aquático traz alegria para todos os grupos. Existem toboáguas em que as pessoas fazem competições para ver quem levanta mais água da piscina ou quem consegue ir mais longe depois da queda. O público aplaude e, às vezes, se arrepia.

    As pessoas gostam de levantar água da piscina.
    As pessoas gostam de levantar água da piscina.
    (Foto: )

    Depois de doze metros de queda no escorregador fica impossível controlar o jeito que se cai na água.
    Depois de doze metros de queda no escorregador fica impossível controlar o jeito que se cai na água.
    (Foto: )

    O valor de entrada no complexo, na bilheteria local, é de R$80 por pessoa. Através do site é possível adquirir o bilhete por R$75. Crianças com menos de um metro de altura não pagam e as demais, com comprovação de matrícula escolar, pagam meia entrada.

    As bóias deslizam com velocidade pelos toboáguas.
    As bóias deslizam com velocidade pelos toboáguas.
    (Foto: )

    Complexo do Mago, com três toboáguas diferentes.
    Complexo do Mago, com três toboáguas diferentes.
    (Foto: )

    Pais e filhos se divertem juntos.
    Pais e filhos se divertem juntos.
    (Foto: )

    O público gosta quando a queda é desajeitada.
    O público gosta quando a queda é desajeitada.
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Entretenimento

    Colunistas