nsc
    dc

    Painel Estadual

    Upiara Boschi: Cesar Junior ficou espremido entre os dois projetos do PSD

    09/06/2016 - 04h04

    Compartilhe

    Por Redação NSC

    São muitos os fatores que levaram Cesar Souza Junior (PSD) a ser o primeiro prefeito de Florianópolis a desistir de disputar reeleição. Boa parte delas é comum à maior parte dos prefeitos de cidades médias e grandes. A crise econômica chegou primeiro aos municípios e suas arrecadações e poucos conseguiram honrar os compromissos da campanha eleitoral de 2012.

    Painel Estadual: PT-SC reforça discurso, mas tem dificuldades de renovação

    Mas existe componente político único na saída de Cesar Junior do tabuleiro. Se as pesquisas realizadas até agora não lhe eram favoráveis, também não apontavam um cenário irreversível. Pelo menos, nada muito diferente do que enfrentam o joinvilense Udo Döhler (PMDB) e o blumenauense Napoleão Bernardes (PSDB) — popularidade baixa, mas sem adversários com franco favoritismo a enfrentar.

    Painel Estadual: Sem as doações empresariais, a conta da eleição não vai fechar

    A desistência de Cesar Junior tem como pano de fundo a eleição de 2018 e cada vez mais evidente disputa interna pelos destinos do PSD. Existem dois projetos claros. Presidente licenciado da sigla, o deputado estadual Gelson Merisio (PSD) quer concorrer ao governo e sabe que só consegue emplacar o objetivo em um projeto que exclua o PMDB.

    Painel Estadual: Merisio usa sobras de orçamento para emplacar marca

    Ao mesmo tempo, o governador Raimundo Colombo (PSD) trabalha para evitar a precipitação de um racha dos peemedebistas que crie turbulências políticas desnecessárias à última metade de seu mandato e que possam atrapalhar os planos de uma tranquila eleição como senador em 2018., mesmo que precise devolver o governo a um nome do PMDB.

    Leia todas as colunas Painel Estadual, do jornalista Upiara Boschi

    Os projetos são legítimos e inconciliáveis. Dentro dessa lógica, Merisio tentou turbinar a gestão de Cesar Junior para garantir sua vitória contra o deputado estadual Gean Loureiro (PMDB), adversário de 2012. Diante da indecisão do prefeito, passou a conversar com Esperdião Amin (PP) e a mulher Angela Amin, pré-candidata a prefeita. O apoio deles é peça importante tanto para afastar o PMDB, quanto para fortalecer seu projeto eleitoral.

    De outro lado, Colombo entrou no jogo para impedir a consumação desse apoio na Capital, com impacto político relevante para o resto do Estado. Insistiu até o limite para que Cesar Junior disputasse a prefeitura. Quando a desistência se consolidou, fez o apelo para que o secretário municipal de Educação, Rodolfo Pinto da Luz, ex-reitor da UFSC, deixasse o cargo para continuar apto a concorrer.

    A disputa deve ter novos capítulos e até se estender a outras cidades do Estado. O PSD tem hoje dois projetos. Marisco entre os rochedos, o prefeito de Florianópolis lavou as mãos.

    Profecia

    A próxima disputa surda entre as alas lageana e xanxerense do PSD deve ter como palco a cidade de Itajaí. Mais intuição do que informação.

    Cardápio

    Opções não devem faltar na disputa pela Câmara de Florianópolis. O eleitor vai poder escolher, por exemplo, entre o ex-vereador Juarez Silveira (PSB), um dos alvos da Operação Moeda Verde em 2007, e a delegada Júlia Vergara (PSDB), que conduziu ação da Polícia Federal.

    Desde 2007

    A Operação Moeda Verde investigou fraudes no licenciamento ambiental de grandes empreendimentos em Florianópolis. Entre idas e vindas na Justiça, continua em tramitação na Justiça Federal.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas