Houve um tempo em que crianças e adolescentes gostavam de jogar bola, de brincar de esconde-esconde, pega-pega, queimada, pular corda, bambolê. Hoje, a maioria se diverte em frente ao celular ou à televisão. Ou seja, a chance de desenvolverem algum problema postural é grande, além de não praticarem uma atividade que envolva movimentação.

Continua depois da publicidade

Clique aqui e receba notícias no WhatsApp

“Na adolescência, observamos uma diminuição na flexibilidade do corpo, o surgimento de dores articulares e de crescimento e uma diferença na velocidade no desenvolvimento das diferentes partes do corpo. Sem falar no esquema corporal que se altera praticamente a cada dia durante o estirão de crescimento”, explica a instrutora de pilates Suely Tambalo.

Pilates para crianças e adolescentes

O pilates é uma alternativa saudável para crianças e adolescentes. “A partir dos 4 ou 5 anos, já é possível introduzir alguns princípios do método, como a percepção do mecanismo da respiração e de movimentos naturais, como rolamentos e imitação de animais, sempre de forma lúdica e explorando a criatividade das crianças, solicitando delas soluções de desafios motores”, afirma Suely Tambalo.

Continua depois da publicidade

Para os adolescentes, a instrutora de pilates diz que é importante dedicar uma atenção especial à postura, ao fortalecimento da região abdominal e ao alongamento de todo o corpo. “Especialmente nessa fase da vida, em que o crescimento se acelera, as várias modificações corporais trazem novos desafios para o jovem”, esclarece.

Duas meninas praticando pilates com instrutoras
Equipamentos auxiliam na execução dos exercícios de pilates (Imagem: lunamarina | Shutterstock) 

Tipos de exercícios indicados

Para adolescentes e crianças, a instrutora de pilates indica exercícios que desafiam a capacidade motora e que envolvem movimentos que já praticam no dia a dia. Os exercícios praticados nos equipamentos e com acessórios de cilindros de espuma, bosu (hemisfério de borracha inflado preso a uma plataforma rígida) e bolas suíças também entusiasmam e motivam, além de auxiliarem na execução correta dos exercícios, propiciando superação.

Estresse crônico na infância: veja como identificar e combater

Cuidados importantes

Segundo Suely Tambalo, quando os exercícios são praticados com equipamentos, deve-se prestar muita atenção à carga que será imposta pelas molas, pois elas precisam ser adequadas às possibilidades do jovem. Ou seja, o peso deve ser sempre menor do que um adulto usaria. Os equipamentos também devem ser adaptados para se adequar ao tamanho da criança ou do adolescente.

Continua depois da publicidade

“O método pilates é muito importante na infância, pois resgata o equilíbrio corporal, auxilia no ajuste muscular e das articulações, fortalece a musculatura abdominal e do tronco responsável pela manutenção de uma boa postura, além de diminuir o estresse e trazer mais compreensão do que está acontecendo com o próprio corpo durante as fases de crescimento”, afirma.

Leia também

Entenda a importância das brincadeiras para o desenvolvimento infantil

Varizes na adolescência: conheça as causas e a forma de tratamento

Musculação na adolescência: conheça os riscos e os benefícios

Destaques do NSC Total