nsc
    dc

    Segurança 

    Vereador, que é também policial civil, é preso após capotar viatura no Oeste de SC

    Lucas Sernajoto atua no legislativo municipal de Abelardo Luz 

    19/04/2019 - 15h46 - Atualizada em: 19/04/2019 - 16h26

    Compartilhe

    Larissa
    Por Larissa Neumann
    Ministério Público afirma que Sernajoto estaria bêbado no momento do capotamento
    Ministério Público afirma que Sernajoto estaria bêbado no momento do capotamento
    (Foto: )

    O vereador Lucas Sernajoto (MDB), eleito por Abelardo Luz, que também atua como policial civil no município, foi preso preventivamente na madrugada desta sexta-feira (19) após capotar a viatura que dirigia no interior da cidade. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, ainda pela manhã Sernajoto prestou depoimento na Delegacia Regional de Polícia Civil de Xanxerê, acompanhado pelo corregedor da Polícia Civil do Oeste.

    Segundo o Ministério Público, antes de capotar o carro, o policial e vereador teria, junto com um amigo, ido até o interior da cidade e ameaçado a ex-mulher desse amigo. Tiros, desferidos com as armas da Polícia Civil, teriam sido disparados no local. Ninguém se feriu. Em entrevista ao Jornal do Almoço, o promotor responsável pelo caso, Christopher Danielski, afirmou que pediu a prisão preventiva dos dois envolvidos por entender que poderiam oferecer risco de ameaça às testemunhas. Além disso, segundo o promotor, o policial e o amigo, que está foragido, também estariam bêbados.

    Delegado responsável pelo caso, Carlos Augusto de Andrade Morbini, que também é diretor da Polícia de Fronteira, afirmou que Sernajoto negou a ingestão de bebida alcoólica e disse que os tiros foram dados para cima. Conforme Morbini, o ocorrido está sendo apurado.

    — Ele está prestando esclarecimento e entregando sua versão dos fatos. Um inquérito policial foi instaurado ontem (quinta-feira) e conjuntamente com o poder Judiciário e o Ministério Público local, faremos todo esforço possível para que as circunstâncias do fato estejam no inquérito policial que, no mais curto espaço de tempo, será remetido ao poder Judiciário de Abelardo Luz — explicou.

    Morbini ainda ponderou que o trabalho está sendo feito por mais de um agente e que, assim que o mandado de prisão foi expedido, os policiais o cumpriram.

    — Ontem (quinta-feira) mesmo efetuamos o cumprimento da prisão, trazendo o policial para a delegacia regional de Xanxerê, onde ele poderá prestar todos os esclarecimentos solicitados pela cúpula da Polícia Civil. Queremos crer que, em breve, tudo aquilo que nós apurarmos estará no inquérito policial — concluiu o delegado.

    O delegado ainda ponderou que, como há informações sobre ameaças, a versão do policial está sendo apurada por uma equipe de campo.

    — Os trabalhos continuam até conseguirmos ter a certeza do que ocorreu — disse Morbini.

    A reportagem tentou contato com a Câmara de Vereadores de Aberlado Luz, mas as ligações não foram atendidas. Ao Jornal do Almoço, a assessoria teria dito que aguarda mais informações sobre o caso para se manifestar. No site da Câmara não há nenhum contato pessoal do vereador disponível.

    Sernajoto também é presidente do diretório municipal do MDB em Abelardo Luz. No entanto, a reportagem não conseguiu contato em nenhum dos telefones disponíveis no site do partido. Ainda não há informações acerca da defesa de Sernajoto, porém a reportagem Diário Catarinense está à disposição para receber o contraponto do vereador e agente policial.

    Vereador Lucas Sernajoto, que também é policial civil
    Vereador Lucas Sernajoto, que também é policial civil
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas