Uma mulher de 50 anos foi levada à delegacia após destruir a Farmácia Municipal de Penha, no Litoral Norte de Santa Catarina. Segundo a Polícia Militar, a paciente pediu uma quantidade maior do colírio que é fornecido a ela todos os meses. Como teve o pedido negado, insultou os funcionários e quebrou objetos.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Imagens da câmera de segurança a mostram recebendo atendimento em um dos guichês e uma funcionária parece explicar a informação que está em folha de papel. De repente, a paciente começa a jogar os objetos que estão em cima da bancada, levanta-se e atira o bebedor de água no chão e arremessa cadeiras.

Conforme a gravação, a mulher só para ao ser contida pela PM. A mulher foi levada à delegacia na manhã de segunda-feira (8) para ser autuada em flagrante por dano ao patrimônio, desacato e desobediência. A reportagem não conseguiu contato com a Polícia Civil até a publicação desse texto para saber se ela foi liberada.

Leia também: Vídeos mostram escoteiros de SC deixando acampamento por risco de tufão na Coreia do Sul

Continua depois da publicidade

A prefeitura informou que a paciente foi à farmácia para retirar dois colírios fornecidos pelo governo do Estado. No entanto, teria pedido mais frascos do que solicitados na receita. Ouvida pelos militares, a mulher disse que “teve um ataque de nervosismo após ficar três dias sem usar sua medicação”. A farmácia precisou ser fechada ao longo da tarde para reparos.

Vídeo mostra momento em que mulher tem ataque de raiva

Leia mais

Frentistas evitam tragédia após homem jogar gasolina e ameaçar incendiar posto em SC

Destaques do NSC Total