nsc

publicidade

Crise nas universidades 

Votação até quinta-feira vai decidir se professores da UFSC também entram em greve 

Assembleia da categoria ocorreu na manhã desta segunda-feira, com mais de 200 profissionais   

16/09/2019 - 14h49 - Atualizada em: 16/09/2019 - 17h59

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Mais de 200 profissionais participaram da assembleia
Mais de 200 profissionais participaram da assembleia
(Foto: )

Os professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vão votar pelos próximos três dias para decidirem se entram ou não em greve contra os bloqueios feitos pelo governo federal ao orçamento da instituição. A votação será aberta às 17h desta segunda-feira, 16, e vai até as 17h de quinta-feira. Os votos serão feitos na página da Associação dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc) na internet.

O método de votação atende ao regimento interno do sindicato dos professores. Caso a categoria decida por paralisar as atividades, a Apufsc vai comunicar a reitoria no prazo de 48 horas. Se a decisão for por não entrar em greve, um conselho de representantes da entidade vai se reunir para discutir outras possíveis ações.

Na manhã desta segunda-feira, mais de 200 professores participaram de uma assembleia que discutiu a possível declaração de greve por tempo indeterminado. Além disso, a assembleia decidiu publicar uma moção de apoio ao reconhecimento da greve estudantil, o apoio ao comitê contra o programa Future-se e uma mobilização para divulgar a produção científica da UFSC para além da universidade.

Desde a terça-feira da última semana, os estudantes da UFSC já estão em greve. Já os servidores técnicos se reúnem às 9h desta terça-feira para decidir se também paralisam as atividades em protesto contra o bloqueio de recursos do governo federal. Eles já estão em estado de greve desde a quinta-feira. Nesta segunda, os profissionais fazem uma paralisação de um dia na universidade.

Acesse as últimas notícias do NSC Total

Deixe seu comentário:

publicidade