nsc
    nsc

    JUDICIÁRIO

    Alesc entra com recurso no STF contra suspensão do processo de impeachment de Moisés

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    10/08/2020 - 16h48
    Alesc foi ao STF contra decisão que suspendeu processo de impeachment
    Alesc foi ao STF contra decisão que suspendeu processo de impeachment (Foto: Solon Soares/Agência AL)

    A discussão sobre o rito do processo de impeachment em Santa Catarina chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF). Na última sexta-feira, a Alesc entrou com uma Reclamação em Brasília para derrubar a decisão do Tribunal de Justiça (TJ-SC) que suspendeu a tramitação da denúncia contra o governador Carlos Moisés da Silva, a vice, Daniela Reinehr, e o secretário de Administração, Jorge Eduardo Tasca. O relator do recurso da Assembleia é o ministro Luis Roberto Barroso.

    Por que o processo de impeachment de Moisés causa saia-justa no Tribunal de Justiça de SC

    No entendimento da Alesc, o rito estabelecido para o processo de impeachment segue o mesmo caminho usado em 2016 no caso da ex-presidente Dilma Rousseff, com determinação do Supremo. A Procuradoria da Assembleia alega que o trâmite defendido pela defesa de Moisés, acolhido pelo TJ-SC e utilizado na avaliação do caso do ex-governador Paulo Afonso Vieira, já foi superado pela decisão do STF de 2016.

    Até a tarde desta segunda-feira, Barroso ainda não havia se posicionado sobre o pedido de liminar. Caso ele negue, a Alesc avalia outras possibilidades de recurso. A intenção do Legislativo é discutir o rito do impeachment para uma definição de qual trâmite deve ser seguido.

    Leia também:

    O tema é: especialistas indicam pontos a favor e contrários ao impeachment de Moisés

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas