O Judiciário de Santa Catarina passa a ter um novo perfil no comando dos trabalhos a partir desta quarta-feira (2). Com longo currículo pela política e uma atuação como desembargador nos últimos 15 anos, o desembargador João Henrique Blasi será empossado como presidente do Tribunal de Justiça (TJ-SC), às 17h. A chegada de Blasi à presidência do órgão coloca no cargo um estilo diferente dos antecessores na cadeira. Com trânsito nos bastidores e, principalmente, na política catarinense, o desembargador tende a implantar uma gestão baseada nas relações com os demais Poderes e de articulação nos bastidores.

Continua depois da publicidade

Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Blasi chegou ao TJ-SC em 2007 pelo Quinto Constitucional da OAB-SC. Mas foi o ambiente político que proporcionou esta ascensão. Ele chegou a ser secretário de segurança pública de SC no governo Luiz Henrique da Silveira, além de atuar como deputado governista no tempo em que esteve na Alesc. Por fim, o próprio LHS foi o responsável por confirmar a indicação de Blasi ao Judiciário.

Com esta trajetória, é de se esperar um estilo pouco visto no TJ-SC na nova presidência. Geralmente, os desembargadores preferem atuar de forma mais reservada e com perfis estritamente técnicos. Com a chega de Blasi, entretanto, os bastidores apontam para uma nova forma de trabalho a partir desta quarta-feira (2).

Além do novo presidente, também serão empossados os demais eleitos para a direção do Judiciário catarinense. Nas principais cadeiras estarão o desembargador Altamiro de Oliveira, que será o primeiro vice-presidente, enquanto a desembargadora Denise Volpato assumirá a corregedoria-geral de Justiça.

Continua depois da publicidade

Leia também:

Deputado quer alterar forma de cálculo do IPVA em SC; entenda

PSDB e Progressistas flertam com Moisés

Pagamento do IPVA em até 12 vezes no cartão é lei em SC, mas ainda não saiu do papel

Destaques do NSC Total