nsc
    nsc

    Homenagem

    Ciclovia da Avenida Madre Benvenuta, em Florianópolis, terá dois nomes

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    31/07/2020 - 11h34 - Atualizada em: 31/07/2020 - 16h41
    Obras da ciclovia da Avenida Madre Benvenuta, no canteiro central
    Obras da ciclovia da Avenida Madre Benvenuta, no canteiro central (Foto: Divulgação/PMF)

    A ciclovia no canteiro central da Avenida Madre Benvenuta, em Florianópolis, ganhará dois nomes. O espaço para circulação da bicicletas no bairro Santa Mônica vai homenagear ciclistas que morreram atropelados nos últimos anos. São eles: o ex-servidor da Udesc, José Lentz Neto, e o jornalista Róger Bittencourt.

    Construção de túneis no Contorno Viário da Grande Florianópolis depende de aditivo de R$ 1 bilhão

    No caso de Lentz Neto, o acidente que tirou a vida dele ocorreu na própria avenida. Em 2012, ao sair da Udesc no seu último dia de trabalho antes da aposentadoria, o servidor foi atropelado e morreu. Ele trabalhou por 47 anos na universidade. O nome dele será dado ao trecho da ciclovia que fica entre a Udesc, na intesecção com a SC-404, e o número 1.414 da Madre Benvenuta.

    Já Bittencourt morreu em 2015, na SC-401. Ele foi atropelado por um motorista embriagado, que chegou a ser preso após a colisão. A empresa de comunicação do jornalista fica localizada na avenida. O trecho que vai levar o seu nome começa na altura do estabelecimento e vai até o encontro com a Avenida Beira-Mar Norte. A parte da Madre Benvenuta que fica no bairro Trindade não terá uma nomenclatura. A ciclovia no local será na lateral da pista.

    A prefeitura de Florianópolis inicialmente havia decidido chamar o espaço de Róger Bittencourt, mas houve uma mobilização nas redes sociais para que Lentz Neto também fosse homenageado. O município pensa em adotar a mesma prática nas futuras ciclovias, de colocar o nome de vítimas para mostrar a importância dos espaços.

    A obra da ciclovia na Madre Benvenuta continua em andamento. O asfalto na região já foi substituído. A prefeitura pretende concluir o trabalho em outubro. Os serviços contemplam todo o trecho da avenida, incluindo a parte do bairro Trindade.

    Reforma de passarela em Florianópolis atrasa de novo; entenda por quê

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas