nsc
    nsc

    Situação gravíssima

    Colapso em Chapecó: Moisés envia secretários para montar gabinete de crise

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    14/02/2021 - 14h06
    Chapecó enfrenta colapso no sistema de saúde por conta do coronavírus
    Chapecó enfrenta colapso no sistema de saúde por conta do coronavírus (Foto: Prefeitura de Chapecó/Divulgação)

    Com quadro de colapso no sistema de saúde, Chapecó terá um reforço no enfrentamento ao coronavírus. Nesta segunda-feira (15), dois secretários do governo Carlos Moisés da Silva vão ao Oeste para monta um gabinete de crise diante do agravamento do cenário. André Motta Ribeiro, secretário de Saúde, e Eron Giordani, Chefe da Casa Civil, que é da região, viajam pela manhã sem passagem de volta até que a situação melhore.

    Prefeitura de Chapecó pede ajuda a médicos que atuam em Manaus

    Neste domingo (14), o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, admitiu que a cidade chegou ao colapso. O gabinete de crise que será montado terá a parceria do município, do Estado e do Ministério da Saúde, que foi avisado sobre a situação gravíssima que enfrenta o Oeste catarinense nos últimos dias.

    Chapecó anuncia restrições mais rígidas e fecha bares, cinemas e igrejas

    Na terça-feira (16), o governador Carlos Moisés da Silva também viajará a Chapecó para acompanhar os trabalhos. As autoridades locais, incluindo diretores de hospitais da região, têm pedido que as pessoas redobrem os cuidados com as medidas sanitárias para evitar a proliferação da doença.

    A prefeitura de Chapecó determinou a suspensão das aulas presenciais e seguiu recomendação do Ministério Público para o fechamento de serviços não essenciais como bares, cinemas e teatros.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas