nsc
nsc

Bastidores

Mauro de Nadal surge como opção para ser vice de Moisés em 2022

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
06/12/2021 - 13h04
Nadal, presidente da Alesc, e Moisés, governador de SC
Nadal, presidente da Alesc, e Moisés, governador de SC (Foto: Julio Cavalheiro/Secom)

Começa a circular entre a bancada estadual do MDB na Assembleia Legislativa a possibilidade de um dos seus membros ser o vice de Carlos Moisés da Silva (sem partido) na busca pela reeleição em 2022. Mauro de Nadal, atual presidente da Alesc, é o nome da vez. Nesta segunda-feira, inclusive, Nadal esteve com Moisés para encontros políticos na Casa D'Agronômica. Mais tarde, às 14h30min, ele participa da reunião do MDB que deve discutir o futuro do partido para as eleições do ano que vem.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Por enquanto, a possibilidade de Nadal ser vice ainda é embrionária, mas seria um olhar de Moisés para o Oeste do Estado, o reduto do presidente da Assembleia. Contudo, o MDB hoje tem três pré-candidatos ao governo: Antídio Lunelli, Celso Maldaner e Dario Berger. Para que Nadal tenha chances, vai precisar revolucionar os planos atuais dos emedebistas.

Futuro político de Moisés

O cenário atual de especulações coloca Moisés entre dois caminhos: uma filiação ao MDB e a consolidação em outro partido. Na última semana, ele teve conversas com três partidos em Brasília, e um deles teria atraído mais o governador pelas condições ofertadas.

Leia também:

Moisés mira mudança no comando da PM após troca no Corpo de Bombeiros

O vice que Jorginho Mello deseja para 2022

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas