nsc
    nsc

    Regras para boates, hotéis e eventos sociais

    Casas noturnas estão liberadas em quatro regiões de SC, mas sem dança; veja as regras

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    31/12/2020 - 08h54 - Atualizada em: 31/12/2020 - 14h08
    Baladas precisam respeitar 20% da capacidade do espaço, mas sem dança
    Baladas precisam respeitar 20% da capacidade do espaço, mas sem dança (Foto: Reprodução / Facebook)

    O governo catarinense divulgou o regramento para três setores que tiveram liberações recentes no Estado. As medidas foram publicadas nesta quarta-feira (30), dentro do conjunto de ações para o enfrentamento ao coronavírus. Elas valem para hotéis e pousadas, eventos sociais e casas noturnas. As liberações variam conforme o nível de risco no mapa da doença em Santa Catarina. No caso dos espaços de hospedagem e dos eventos sociais, há permissão para funcionamento em todos os níveis, mas para as casas noturnas e pubs somente a partir do nível grave, o que é o caso atual das regiões Grande Florianópolis, Vale do Itajaí, Xanxerê e Oeste.

    Número de regiões em nível gravíssimo para o coronavírus cai de 16 para 12 em SC

    Por isso, nesses locais os estabelecimentos do gênero podem funcionar com 20% da capacidade. Mas, uma das regras previstas pela secretaria de Estado da saúde, é que de as mesas devem ser colocadas com distanciamento sobre a pista de dança. Dessa forma, fica proibido que as pessoas dancem nos estabelecimentos. O uso da máscara é obrigatório, e ela só pode ser retirada para o consumo de bebidas e alimentos.

    Santa Catarina tem mais 47 mortes por coronavírus e seis hospitais com UTIs adulto lotadas

    No caso dos hotéis, a liberação é de 100% da capacidade, como determinou a mais recente decisão do Tribunal de Justiça (TJ-SC) na disputa entre o governo e o MInistério Público (MP-SC). As regras sanitárias precisam ser seguidas, como o uso de máscara nos espaçõs comuns e a higienização dos ambientes.

    Dentro do regramento dos eventos sociais consideram-se aqueles restritos a convidados sem cobrança de ingresso como casamentos, aniversários, jantares, confraternizações, bodas, formaturas, batizados e festas infantis. No nível gravíssimo é permitida a presença de 50% da capacidade do espaço. Uma das medidas previstas na portaria é de que os organizadores precisam manter uma lista dos conidados presentes por até 30 dias para eventual necessidade de rastreamento dos contatos.

    Segundo as portarias da Saúde, "é de responsabilidade da Vigilâncias Sanitárias Municipal e Estadual, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Santa Catarina, fiscalizar os estabelecimentos e locais com vista a garantir o cumprimento das medidas sanitárias exigidas".

    Para encontrar todos os detalhes acesse aqui as medidas entre as páginas 17 e 19. Veja abaixo um resumo das regras por cada setor abaixo:

    Casas noturnas, pubs e casas de shows

    Nível gravíssimo: fechado Nível grave: 20% da capacidade Risco alto: 50% da capacidade Risco moderado: sem limitação Em todos: distanciamento social entre as pessoas e do uso de máscara, com exceção nos momentos de ingestão de alimentos e bebidas. A dança é proibida.

    Eventos sociais

    Nível gravíssimo: 30% da capacidade Nível grave: 50% da capacidade Risco alto: 75% da capacidade Moderado: sem limitação Em todos: distanciamento social e máscara. Lista de convidados para rastreamento futuro em caso de necessidade.

    Hotéis, resorts, pousadas, albergues

    Liberação de 100% da capacidade em todos os níveis Respeito à regras sanitárias Uso obrigatório de máscaras nos espaços comuns Higienização de ambientes e o distanciamento social

    Leia também:

    Justiça derruba liminar que barrou hotéis de SC e ocupação máxima está permitida novamente

    Vão matar a hotelaria de SC, diz sindicato das empresas de turismo

    Mais colunistas

      Mais colunistas