nsc
    nsc

    Crise no transporte coletivo

    Prefeitura de Florianópolis adiantará subsídio mensal para socorrer empresas de ônibus

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    09/09/2020 - 15h28
    Empresas de ônibus em Florianópolis alertaram prefeitura sobre risco de "colapso imediato"
    Empresas de ônibus em Florianópolis alertaram prefeitura sobre risco de "colapso imediato" (Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom)

    As empresas de ônibus de Florianópolis vão receber um adiantamento do subsídio mensal da prefeitura. A medida será tomada como uma forma de socorro diante da crise econômica causada pela pandemia do coronavírus. Em agosto, o Consórcio Fênix, que reúne as empresas do transporte coletivo da Capital, enviou um ofício ao município com diferentes pedidos, incluindo a análise de um requilíbrio financeiro do contrato.

    Empresas de ônibus de Florianópolis alertam para "colapso imediato" e falta de dinheiro para salários

    O valor da antecipação do subsídio é de R$ 4.183.079,84. Ele corresponde à soma dos valores que seriam pagos em setembro, outubro, novembro e dezembro. A decisão foi publicada no diário oficial da prefeitura de Florianópolis na última semana através de decreto. A antecipação deve ser paga ainda na primeira quinzena de setembro.

    Uma das cláusulas do decreto coloca garantia para o município em caso de paralisação do transporte. "Em caso de interrupção dos serviços pela concessionária após o pagamento, esta deverá realizar a devolução proporcional do valor correspondente ao período de inatividade aos cofres municipais".

    A prefeitura havia colocado como meta a definição sobre uma forma de ajudar as empresas a data de 5 de setembro. Isso porque, estava em jogo o salário dos trabalhadores. O subsídio será usado para quitar os vencimentos e não pode ser utilizado para outros pagamentos.

    Além do socorro pelo adiantamento do subsídio, as empresas ainda aguardam a aprovação no Congresso Nacional do pacote de R$ 4 bilhões para os transporte coletivo. A medida também é esperada pelas prefeituras como forma de garantir a operação do serviço.

    Leia também:

    Crise nas empresas de ônibus em Florianópolis: os planos da prefeitura para manter operação do transporte

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas