nsc
nsc

Vírus

Anvisa reforça atenção nos portos de SC para casos de coronavírus em navios da Ásia

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
23/01/2020 - 11h26 - Atualizada em: 29/01/2020 - 11h14
Portos de Itajapi e Navegantes (foto: Luiz Carlos Souza)
Portos de Itajapi e Navegantes (foto: Luiz Carlos Souza)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aumentou a atenção em portos e aeroportos de todo o país para a identificação de casos suspeitos de coronavírus - doença causada por um vírus até então desconhecido, que já causou 17 mortes na China. Há casos confirmados na Coreia do Sul, Japão, Tailândia, Taiwan e Estados Unidos.

Em Santa Catarina, o controle ocorre especialmente nos portos, que recebem navios vindos da Ásia. No Complexo Portuário do Itajaí-Açu, que responde por 60% da movimentação portuária do Estado, a Anvisa está atenta para a chegada de navios asiáticos e para a identificação de pessoas com sintomas da doenças.

Os portos locais recebem embarcações da Ásia com regularidade, mas como a época é de feriado na China, devido ao ano novo chinês, há menos escalas que o normal.

Qualquer caso de tripulante que apresentar os sintomas da doença, que inicialmente se parece com uma gripe ou resfriado, deve ser notificado à Anvisa. É a agência que fará o encaminhamento à Vigilância Epidemiológica. No caso de Itajaí e Navegantes, o hospital referência para eventuais atendimentos é o Marieta Konder Bornhausen.

Nesta quinta-feira, o Ministério da Saúde informou que dois casos suspeitos em Santa Catarina foram descartados. Era um casal de Videira, que retornou recentemente de uma viagem à Tailândia.

Uma mulher de 35 anos chegou a ser internada em Belo Horizonte (MG) com sintomas de coronavírus. Ela veio da China recentemente. O caso também foi descartado pelo Ministério da Saúde.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera casos suspeitos os que se encaixam nos seguintes critérios: ter viajado à única cidade onde ocorreu, até agora, transmissão local, que é Wuhan, na China; ter contato com algum doente ou caso suspeito de coronavírus; por fim, apresentar os sintomas, que são similares aos de gripes e resfriados, até 14 dias depois do suposto contato com o vírus.

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Últimas do colunista

Loading interface...
Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas