nsc
nsc

Crime

Bandidos invadem hospital e matam paciente a tiros em Balneário Camboriú

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
02/03/2020 - 08h29 - Atualizada em: 05/03/2020 - 21h15
Hospital Ruth Cardoso (foto: Fabiano Correia)
Hospital Ruth Cardoso (foto: Fabiano Correia)

Dois homens armados invadiram o Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, na manhã desta segunda-feira, e atiraram contra um paciente da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A vítima é Anderson dos Santos Coelho, 30 anos, que estava internado desde o sábado de Carnaval, há nove dias, após ter levado 13 tiros em um atentado no Bairro das Nações.

Segundo informações da Secretaria de Saúde de Balneário Camboriú, os assassinos arrombaram o cadeado de uma porta lateral do hospital e conseguiram entrar, por volta de 1h da manhã. Os dois estavam com o rosto coberto por toucas.

No momento do atentado havia 10 pacientes internados na UTI e oito trabalhadores do hospital de plantão no setor.

Os criminosos mandaram os funcionários não olharem, virarem de costas, deitarem no chão e ficarem calados. Dispararam contra Anderson, no peito e no abdômen, e foram embora.

A unidade de saúde tem vigias patrimoniais, que acionaram a Guarda Municipal e a Polícia Militar. Mas os bandidos conseguiram fugir. O paciente chegou a passar por cirurgia para retirada das balas, mas foi declarado morto pela equipe médica por volta de 8h.

Investigação

O caso será investigado pela Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Balneário Camboriú. O delegado Ícaro Malveira, que ficará responsável pela apuração, acredita que o mesmo grupo que atirou contra a vítima no Carnaval tenha cometido o atentado no hospital. À NSC TV, ele disse que não descarta a possibilidade de que a entrada dos bandidos tenha sido facilitada, já que eles sabiam onde estava o paciente.

Durante a tarde o delegado ouvirá testemunhas e vai avaliar imagens de câmeras de segurança próximas, que ajudem a identificar os criminosos. A área de UTI não possui monitoramento.

Em nota, a secretária de Saúde de Balneário Camboriú, Andressa Haddad, informou que nenhum servidor se feriu e que prestará apoio emocional aos funcionários do hospital.

O secretário municipal de Segurança, David Queiroz, disse que o hospital passará a contar com equipes da Guarda Municipal, pelo menos nos próximos dias.

— A proteção do hospital era à altura, em razão da cidade nunca ter tido esse tipo de problema. (É uma situação que) Sai da curva - afirmou.

Quatro atentados em 16 dias

Com o caso desta segunda-feira, Balneário Camboriú registra o quarto atentado a tiros em pouco mais de duas semanas. O primeiro ocorreu no dia 15 de fevereiro, quando o dono de uma lavação, e dois funcionários, foram executados a tiros na Barra Sul.

O segundo caso foi o que também teve como vítima o paciente assassinado nesta segunda-feira. Quatro homens, em um carro cinza, dispararam diversas vezes contra Anderson dos Santos Coelho na esquina da Rua Nicarágua com a Avenida do Estado, no dia 22 de fevereiro. A vítima foi atingida por 13 tiros.

No dia seguinte, 23 de fevereiro, Douglas Gonçalves Romano dos Santos, 23 anos, foi morto ao desembarcar de um carro de aplicativo no Bairro Pioneiros. Ele havia sido delator de uma facção criminosa no Rio Grande do Sul.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas