nsc
    nsc

    Ao vivo nas redes sociais

    Bolsonaro sugere que brasileiro troque carne por tainha

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    20/12/2019 - 16h44 - Atualizada em: 21/12/2019 - 09h32
    Seif com o presidente Jair Bolsonaro (foto: Reprodução)
    Seif com o presidente Jair Bolsonaro (foto: Reprodução)

    O secretário nacional de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Junior, voltou a participar, nesta quinta-feira (19), das “lives”, os vídeos ao vivo publicados nas redes sociais pelo presidente Jair Bolsonaro. O setor pesqueiro dominou boa parte da conversa, e Bolsonaro, em tom de brincadeira, sugeriu que os brasileiros troquem a carne pela tainha, para escapar dos preços altos.

    — Vai ter promoção no supermercado: Compre um quilo de tainha, ganhe uma tubaína'. Já que a carne está cara, o preço já começou a cair (mas) a tainha é mais barata.

    De captura sazonal, a tainha tem a pesca autorizada no inverno. O presidente falou sobre o peixe depois que Seif disse que a Secretaria já havia lançado edital com as regras para a próxima safra, que começa em junho de 2020.

    Também voltou à tona, durante a "live", a afirmação do secretário de pesca sobre os “peixes inteligentes”, que fogem das manchas de petróleo. Seif levou a Bolsonaro dados do Aquário do Rio de Janeiro que falam da estratégia de sobrevivência do polvo.

    — O pessoal que estava zoando, porque ele (Seif) falou que o peixe desvia da mancha de petróleo, (saiba que) se não desviasse ele morria. Aí teria milhões de toneladas de peixe na praia, porque a mancha de óleo continua no mar, como se fosse um arrastão - afirmou o presidente.

    O secretário, único catarinense no alto escalão do governo, entregou de presente a Bolsonaro uma camisa do Flamengo e uma embalagem de botarga, ova defumada de tainha produzida em Itajaí. O presidente destacou as propriedades afrodisíacas da iguaria.

    Leia também:

    Ceia de Natal vegetariana: 5 ideias inspiradoras e econômicas

    Ceia de Natal simples: quatro receitas para surpreender

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas