nsc
    nsc

    Residencial

    Construção chega ao topo e Balneário Camboriú agora tem o maior prédio da América Latina 

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    16/10/2019 - 08h46 - Atualizada em: 16/10/2019 - 11h50
    Torres do Yachthose
    Torres do Yachthose (foto: Divulgação)

    O Yachthouse, conjunto de duas torres erguido pela Pasqualotto & GT, acaba de chegar ao topo. Com 81 andares, e 281 metros de altura, o edifício acaba de alcançar oficialmente o primeiro lugar no ranking dos maiores prédios residenciais construídos na América Latina.

    A obra está agora na fase de conclusão do heliponto, que ficará no topo das torres e buscará homologação junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A ideia é que atenda aeronaves particulares e de emergência, para voos diurnos e noturnos.

    Terminada essa etapa, começa a colocação dos vidros e os acabamentos internos. A expectativa é que as torres sejam entregues em dezembro de 2020. Uma das coberturas pertence a Neymar, que comprou o apartamento ainda na planta.

    Na semana passada, o projeto da fachada do Yachthouse passou por testes de pressão de vento e estabilidade. A obra já demandou 600 trabalhadores, mais de 87 mil metros cúbicos de concreto e 12 mil toneladas de aço. As torres têm design da italiana Pininfarina.

    Torres do Yachthouse
    Torres do Yachthouse
    (Foto: )

    Nas alturas

    O reinado do Yachthouse no topo da lista dos maiores residenciais da América Latina, no entanto, tem prazo de validade. A construtora FG confirmou o projeto de uma torre de 100 andares em Balneário Camboriú, com mais de 300 metros de altura. A proposta está em fase de cálculos estruturais.

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas