nsc
nsc

Opinião

Daniela tem uma semana para prestar atenção à pandemia e deixar uma marca em SC

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
23/11/2020 - 16h14
Governadora Daniela Reinehr
Governadora Daniela Reinehr (Foto: Mauricio Vieira, Secom)

Se as previsões se confirmarem (e tudo indica que irão), o governo de Daniela Reinehr pode terminar neste fim de semana, quando o Tribunal de Julgamento do Impeachment selará o destino de Carlos Moises (PSL). Nesta reta final do período de interinidade, a primeira mulher a comandar o Estado tem uma oportunidade única para deixar sua marca em Santa Catarina.

> Semana decisiva para o futuro político de Moisés

> Julgamento do impeachment: clima no entorno de Moisés é de cautela

A reaceleração da pandemia colocou um novo e insistente holofote sobre as ações de governo. Daniela pode usar o tempo precioso que tem para tomar as corajosas medidas que exige um momento como esse.

> Governo de SC planeja ano letivo de 2021 com aulas presenciais em todas as regiões

A Covid-19 entrou em uma perigosa escalada em SC nos últimos dias. Começamos a semana sob o preocupante índice de 80% de ocupação das UTIs no estado, muito próximo ao que experimentamos no pico, em agosto. Em uma semana, desde segunda-feira passada (16), mais 141 catarinenses foram vítimas fatais da pandemia.

> Painel do Coronavírus: acompanhe o avanço da pandemia em SC

Os atos da governadora interina, no entanto, não correspondem à gravidade dos números. Enquanto o índice de transmissibilidade chegou ao nível 4 em quase todo o Estado, Daniela tem se ocupado em discutir flexibilizações. Está empenhada no retorno às aulas, e em promover um tratamento precoce que não tem comprovação de eficácia.

> Governo do Estado autoriza retomada das aulas em regiões com nível grave de risco

A governadora não comunica aos catarinenses a gravidade da pandemia. Sua única manifestação defendendo cuidados pessoais, como o uso da máscara, foi apagada das redes sociais atendendo à ‘torcida’ negacionista.

Se resiste a tomar medidas mais drásticas, o governo Daniela tampouco cuidou de garantir a fiscalização sobre os decretos vigentes. Pelo contrário, rasgou simbolicamente as regras ao dar péssimo exemplo durante a formatura dos novos agentes da PRF, na companhia do presidente Jair Bolsonaro. Até o comandante geral da PM foi visto circulando sem máscara. Um show de desrespeito às regras.

Apesar disso, ainda há tempo. A pandemia chama à responsabilidade as autoridades, e Daniela tem alguns dias à frente para mostrar trabalho. Tem a chance preciosa de mostrar que não está omissa. De alertar os catarinenses para a gravidade da situação – algo que o governo Moisés também falhou em fazer – e implantar medidas apropriadas de enfrentamento e de contenção.

Há restrições a serem discutidas e implementadas para evitar uma pressão ainda maior sobre o sistema de saúde.

A governadora tem a opção de entrar para a história de Santa Catarina ao tomar as medidas necessárias, em defesa da vida, no tempo que lhe resta. O contrário será deixar o governo pela porta dos fundos.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas