nsc
    nsc

    Economia

    Depois de Itajaí, GM vai testar movimentação de carros no Porto de Itapoá

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    22/10/2018 - 19h36
    Foto: Marcos Porto, Divulgação

    O Porto de Itajaí ultrapassou no fim de semana a marca de 10 mil veículos movimentados pela General Motos. A operação chega este mês à fase final do período de testes, que ocorre desde junho. A montadora fará, em novembro, um teste também no Porto de Itapoá antes de decidir sobre a continuidade das movimentações por Santa Catarina, e por qual terminal vai operar.

    No fim de semana Itajaí recebeu os navios Polaris Ace e Eurasian Highway, que vieram do Porto de Altamira, no México, carregados com 2,6 mil veículos. Com estas duas atracações, o número de operações-teste chega a 10 em SC. A média de movimentos é de 100 veículos por hora, e o porto conseguiu chegar até aqui sem registro de avarias na operação.

    Na semana passada, cegonheiras que fazem o transporte dos veículos testaram o trânsito para armazenagem em um terreno recém arrendado em Itajaí, que substituirá o Recinto Alfandegado Contíguo (RAC).

    Nos últimos meses, a General Motors testou a operação em diferentes horários e dias da semana. A empresa de logística que faz o transporte dos veículos também já tirou alvará para atuar em Itajaí.

    Os veículos descarregados são destinados a abastecer o mercado do Sul e do Sudeste do país. Antonio Ramos, gerente de Relações Governamentais da GM no Brasil, diz que desde o início das conversações com o Estado _ que foram intermediadas pela Investe SC, a Agência de Atração de Investimentos de Santa Catarina _ a intenção era fazer os testes nos dois terminais, que já têm experiência com esse tipo de carga.

    Em Itapoá, segundo ele, não será necessária mais do que uma operação-teste porque o terminal já tem uma área de descarga definida. Em Itajaí, as primeiras movimentações foram feitas em área provisória.

    Finalizados os testes, a empresa concluirá o estudo que indicará se vai manter a movimentação em Santa Catarina. Hoje a montadora utiliza, na região Sul, o Porto de Rio Grande (RS).

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas