Um vídeo publicado nas redes sociais pela deputada federal Julia Zanatta (PL) viralizou no fim de semana ao mostrar a parlamentar no consultório do dermatologista fazendo um procedimento estético. Ela diz que está pagando a sessão com o dinheiro de uma ação que venceu contra a vereadora Giovana Mondardo (PcdoB), em Criciúma, onde fica sua base eleitoral.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Zanatta aparece ao lado de um aparelho de luz pulsada, usado para rejuvenescimento da pele. No vídeo, mostra uma transferência de R$ 6,8 mil.

 “O dinheiro de comunista vai pagar procedimentos estéticos para uma deputada de direita ficar cada vez mais bela, para confrontar as feiosas de esquerda”, disse Zanatta.

O processo foi movido por Zanatta por uma publicação no Twitter de Giovana Mondardo, que disse ter sido ofendida pela deputada – na época, candidata a prefeita em Criciúma. O caso foi parar na Justiça Eleitoral, e resultou na indenização por danos morais.

Continua depois da publicidade

A juíza Elisa Strapazzon afirmou, na decisão, que “as redes sociais não são espaços anárquicos a ponto de blindar ofensas ostensivas”. Disse, ainda, que “a liberdade de expressão encontra limites”.

A provocação, no entanto, rendeu críticas à deputada nas redes sociais – mesmo na base bolsonarista. Embora tenha recebido cumprimentos entre os seguidores, no X (antigo Twitter) e no Instagram, seguidores que se dizem “de direita” argumentaram que Zanatta seria “mal interpretada” e chamaram a publicação de “desnecessária”. Houve, ainda, recomendações para que a deputada doasse o dinheiro a causas sociais.

Destaques do NSC Total