nsc
nsc

Crise

Hotéis de Santa Catarina não conseguiram nem desconto de IPTU para escapar da crise

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
01/04/2021 - 08h16
Hotelaria enfrenta dificuldades para sobreviver à pandemia
Hotelaria enfrenta dificuldades para sobreviver à pandemia (Foto: Arquivo NSC)

O setor hoteleiro tem apelado às prefeituras no Estado para conseguir um respiro econômico em meio à crise causada pela pandemia. A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Santa Catarina (ABIH-SC) tem requisitado alívio em tributos municipais, como IPTU e taxa de lixo, que pesam no orçamento em época de baixa movimentação de turistas. Até agora, no entanto, nenhuma prefeitura cedeu à solicitação.

> Renato: Demissões em hotéis e pousadas de SC atingem 60% desde o início da pandemia

O empresário Rui Schürmann, presidente da ABIH-SC, diz que os municípios alegam amarras legais para negar o auxílio. Em especial, o comprometimento com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

A hotelaria é um dos setores econômicos mais afetados pelo agravamento da pandemia no Estado. Ainda durante a temporada de verão, a expectativa do empresariado era de que o mês de março, que tradicionalmente é de bom movimento no Litoral, trouxesse alguma recuperação. A situação sanitária, no entanto, levou a uma enxurrada de reservas desfeitas e intensificou os prejuízos.

> Mapa Covid de SC hoje: veja em mapa e dados por cidade como está a situação da pandemia

> Calendário da vacina: veja dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

O impacto é ainda maior para hotéis executivos, especializados em atender quem viaja a negócios. Empresários ouvidos pela coluna relatam que a situação é “dramática” e dizem que o setor encontra portas fechadas tanto no Estado, quanto no governo federal.

Embora o presidente da Santur, Mané Ferrari, tenha amplo apoio do setor, a queixa é de que o diálogo não se estende a outras áreas do governo. Os hoteleiros não conseguem, por exemplo, acesso às linhas de crédito disponibilizadas pelo Governo do Estado e pelo governo federal.

O setor do turismo, no qual estão inseridos os hotéis, responde por 12,5% do PIB de Santa Catarina.

Pior mês da pandemia em SC termina com média diária de 107 mortes e longa fila de espera por UTIs

Controle

O impacto da pandemia sobre o turismo está ligado à falta de controle do coronavírus. Margot Liborio, presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau, diz que, com a pandemia “minimamente controlada”, a demanda retorna gradativamente

Isso foi sentido ao longo do ano passado, nos meses de melhora dos indicadores sanitários. A impressão do mercado é que, quando há sensação de segurança, as pessoas voltam a viajar.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas