nsc
    nsc

    Saúde

    Mais de 80% de SC segue em risco grave ou gravíssimo para coronavírus; veja situação de cada região

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    02/07/2020 - 14h10 - Atualizada em: 06/07/2020 - 08h36
    Aglomeração na Praia Brava, em Itajaí (foto: Salve Brava, Reprodução)
    Aglomeração na Praia Brava, em Itajaí (foto: Salve Brava, Reprodução) (Foto: Salve Brava, Reprodução)

    O novo relatório do Centro de Operações de Emergências em Saúde (Coes) sobre a situação da pandemia em Santa Catarina mostra que 81% do Estado segue em estado crítico de risco para o novo coronavírus. O mapa mostra com 12 das 16 regiões em laranja, que indica risco grave, e uma, a Foz do Itajaí-Açu, em vermelho, que aponta para nível gravíssimo.

    Duas regiões evoluíram de nível de alto risco para grave, em comparação com a semana passada - o Planalto Norte e o Extremo Oeste. As regiões do Alto Vale do Rio do Peixe e do Alto Vale do Itajaí, por outro lado, tiveram uma ligeira melhora no quadro. Passaram do nível grave para o nível alto de risco, em amarelo.

    Essas informações foram atualizadas no fim da tarde desta quinta-feira pelo Estado. O mapa divulgado anteriormente apontava que não havia mudanças em relação à última semana. Em uma errata, o Coes informou que o erro ocorreu devido às consequências do ciclone que atingiu o Estado. O novo mapa já está disponível online, e pode ser conferido abaixo:

    Mapa traz mudanças em quatro regiões (foto: Reprodução)
    Mapa traz mudanças em quatro regiões (foto: Reprodução)
    (Foto: )

    A classificação leva em conta fatores como o índice de isolamento social, nível de investigação e testagem da população, reorganização de fluxos de assistência e ampliação do número de leitos. Entre esses fatores, o respeito às regras de isolamento social é o ponto mais crítico em SC. A Foz do Itajaí-Açu, que tem o nível mais alto de risco de transmissão no Estado, apresenta resultados preocupantes em todos os aspectos.

    > Acompanhe a evolução do coronavírus em Santa Catarina por mapas e gráficos

    Das 16 regiões, 11 estão em nível gravíssimo de isolamento social – ou seja, com adesão insuficiente para conter a transmissão da Covid-19. Estão em vermelho, neste quesito, as regiões da Grande Florianópolis, Foz do Itajaí-Açu, Oeste, Xanxerê, Meio Oeste, Planalto Norte, Alto Vale do Itajaí, Médio Vale do Itajaí, Nordeste (Joinville), Laguna e região Carbonífera.

    Em relação à investigação e testagem, estão em nível gravíssimo o Oeste, Xanxerê, Alto Uruguai e Foz do Itajaí-Açu. A ampliação de leitos é um fator de nível grave no Oeste, em Xanxerê, no Médio Vale, na Foz do Itajaí-Açu e no Extremo Sul.

    O fator melhor avaliado no Estado é a reorganização dos fluxos assistenciais. A única região em nível alto de risco é a Foz do Itajaí-Açu.

    Fatores de risco para o coronavírus
    Fatores de risco para o coronavírus
    (Foto: )

    Os novos dados já foram enviados às prefeituras de todo o Estado, com uma lista de recomendações. O Coes recomenda atuação regionalizada e, entre outros itens, sugere “desestimular e usar de meios para diminuir qualquer atividade que acarrete aglomeração de pessoas”, aumentar a fiscalização quanto ao cumprimento das regras de distanciamento social e “suspender atividades que promovam maiores riscos de adoecimento à população”.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas