Imagens registradas pela construtora Pasqualotto & GT, responsável pelas obras do Yachthouse by Pininfarina, mostram o movimento das gigantescas torres de 281 metros metros de altura durante a ventania que atinge o Litoral de Santa Catarina nesta quarta-feira (10), durante a passagem de um ciclone pela costa. A oscilação é leve e, segundo a construtora, não é sentida dentro do edifício.

Saiba como receber notícias do DC no Telegram

Com duas torres, o Yachthouse by Pininfarina tem 81 andares e mais de 200 apartamentos com uma lista de proprietários famosos, do esporte e do sertanejo. Entre eles, Neymar, que é dono de uma das coberturas.

No momento em que o vídeo foi gravado, os equipamentos registraram ventos de 148 quilômetros por hora no topo do edifício. Embora assuste, o movimento dos prédios é necessário e desejável – é o que evita que as torres tenham danos estruturais causado pelo vento, como fissuras. O nível de oscilação leva em conta o projeto da estrutura, e também tubulações e esquadrias.

Quanto mais alto o edifício, maior a influência dos ventos – e maior o balanço. Por isso, o índice de conforto para os moradores dos arranha-céus é um desafio de engenharia. A ideia é, basicamente, garantir que o prédio se movimente de forma segura sem que isso seja percebido por quem está no lado de dentro.

Continua depois da publicidade

Para a construtora, as imagens demonstram que a tecnologia executiva do empreendimento está de acordo com o projeto de engenharia. As duas torres do Yachthouse são as primeiras no Brasil a contar com o um sistema de amortecimento chamado outrigger, que reduz a sensibilidade ao movimento da construção.

Projetado por um escritório de engenharia no Panamá, o sistema outrigger das torres gêmeas de Balneário Camboriú tem dois andares com três vezes mais concreto, que servem como uma espécie de “contrapeso” para a vibração dos edifícios.

Registro de velocidade do vento
Registro de velocidade do vento (Foto: Reprodução)

Receba minhas publicações no NSC Total pelo Whatsapp – https://bit.ly/3PFMHCS

Se preferir, participe do meu canal do Telegram e o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz – NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total