nsc
    nsc

    Pandemia

    PRF faz curso de formação para 650 novos agentes em SC durante a pandemia

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    17/07/2020 - 11h16 - Atualizada em: 17/07/2020 - 11h22
    Policia Rodoviária Federal
    Policia Rodoviária Federal (Foto: Agência RBS, Arquivo)

    A Universidade Corporativa da Polícia Rodoviária Federal, em Florianópolis, recebeu nos últimos dias os 650 novos agentes da PRF, que farão em Santa Catarina o curso de formação. São pessoas vindas de todo o país. O início das aulas surpreendeu, já que o Estado está em plena aceleração da pandemia, e um decreto estadual proíbe aulas presenciais.

    > Em site especial, veja mais informações sobre o coronavírus

    A PRF informou que a área da universidade é considerada de segurança nacional, por isso não está submetida aos decretos estaduais – mas às determinações federais. Pela mesma razão, a Escola de Aprendizes Marinheiros, da Marinha, também seguiu funcionando em Florianópolis após o decreto que restringiu as aulas.

    De acordo com a PRF, uma série de medidas foi tomada para reduzir o risco de contaminação. A primeira delas foi a testagem de todos os participantes do curso no dia 8 de julho, quando os novos agentes se apresentaram. Uma semana depois, no dia 15, uma nova rodada de testes foi feita. A PRF não informou qual foi o resultado dos dois testes consecutivos, e se algum estudante precisou ser afastado.

    > Pesquisa sobre a eficácia da ivermectina contra o coronavirus será feita no RS

    A testagem será repetida aleatoriamente no decorrer do curso, que vai até novembro. Além disso, 24 policiais ficarão responsáveis por atendimento pré-hospitalar, coordenados por um médico.

    Todos os alunos passarão por aferição de temperatura diariamente e um aplicativo obriga os novos agentes a responder todos os dias, ao acordar, se apresentam algum sintoma de contaminação pelo novo coronavírus. Se a resposta for positiva, os alunos serão encaminhados a uma tenda de triagem para avaliação de saúde.

    Na sala de aula, as mesas ficarão a 1,5 metro de distância uma da outra, e o uso de máscaras será obrigatório em todos os ambientes.

    A região da Grande Florianópolis está em risco gravíssimo para o novo coronavírus na classificação feita pelo Governo do Estado. O “covidômetro”, site da prefeitura da Capital que avalia a situação da pandemia na cidade, também subiu a classificação para nível altíssimo de risco esta semana.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas