nsc
    nsc

    Análise

    Santa Catarina sai ganhando com a vitória de Joe Biden

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    07/11/2020 - 14h42 - Atualizada em: 07/11/2020 - 14h59
    Joe Biden, presidente eleito dos EUA
    Joe Biden, presidente eleito dos EUA (Foto: Jim Watson / AFP)

    A confirmação da vitória de Joe Biden nas eleições norte-americanas pode ser lida de diversas maneiras. A mais importante delas é a de que Biden varrerá da Casa Branca a maior ameaça à democracia que os EUA já enfrentaram – e, por consequência, é um golpe certeiro nos delírios antidemocráticos que rondam o planeta.

    > Joe Biden é eleito presidente dos Estados Unidos, projeta imprensa americana

    Mas há outros efeitos colaterais. Entre eles os do mercado global, que reagiu bem às indicações de que o democrata era favorito no pleito. Biden é voltado ao multilateralismo, uma postura diversa da de Trump, que praticou o nacionalismo econômico e restringiu o comércio exterior.

    > Acompanhe a apuração das eleições nos EUA em tempo real

    A eleição do democrata representa um freio às barreiras comerciais e boas oportunidades para o Brasil. Hoje, SC envia aos EUA madeira e produtos da indústria metal mecânica.

    > Trump se declara vencedor da eleição nos EUA e diz que vai à Suprema Corte

    Biden também representa uma trégua, ou ao menos um arrefecimento, na ‘briga de foices’ entre EUA e a China – o principal mercado externo brasileiro, e o maior parceiro comercial de Santa Catarina.

    Exceto por alguma ‘surpresa’ da diplomacia ideológica brasileira, tudo indica que a derrota de Donald Trump colocará a política externa do Brasil nos eixos, o que nos poupará de um grande e pernicioso desgaste com os chineses. Eles estão entre os grandes consumidores do frango e da carne suína, nossos principais produto de exportação.

    O bom relacionamento do Brasil com a China garante a Santa Catarina a manutenção de um corredor de comércio fundamental para a saúde econômica do Estado, tanto no setor produtivo quando no portuário.

    Em um momento delicado, de crise econômica pós-pandemia, a torcida, agora, é para que as inclinações ideológicas não façam sombra às oportunidades.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas