nsc
nsc

depois dos respiradores

TCE diz que Fecam só pode comprar vacina se pagar após entrega

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
28/03/2021 - 18h17 - Atualizada em: 28/03/2021 - 18h20
Fecam pretende comprar vacina contra Covid-19
Vacina contra Covid-19 (Foto: Ernesto Benavides, AFP)

Uma cautelar do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) determina que a Fecam só finalize a compra de vacinas Sputnik V se houver garantias jurídicas de que o pagamento será feito após o recebimento das doses, e a confirmação de que o imunizante poderá ser usado pelos catarinenses. A medida vem na esteira do escândalo dos respiradores, que levou ao afastamento do governador Carlos Moisés (PSL) em um processo de impeachment

> Cidades de SC esperam acordo para compra de vacinas Sputnik V ainda nesta semana

A intenção da Fecam é comprar mais de quatro milhões de doses, avaliadas em R$ 200 milhões. Na decisão monocrática, o conselheiro Luiz Eduardo Cherem avalia que a compra de vacinas pelos municípios é “louvável”, mas, por enquanto, o material apresentado ao Tribunal pela Federação tem “fragilidades” que alertam para risco na negociação. A vacina Sputnik V ainda não teve o uso liberado pela Anvisa. 

> Acompanhe dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

O TCE determinou, na cautelar, o envio de toda a documentação envolvida na compra para acompanhamento pelo órgão de controle – em especial cópia dos contratos, quando chegarem à fase de conclusão. 

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas