O investimento em novas tecnologias adiantou em 18 meses a entrega da obra de um novo arranha-céu de luxo em Balneário Camboriú. O Skyline Tower, prédio de 130 metros de altura e 37 pavimentos, será entregue no próximo sábado, 9 de dezembro, pela FG Empreendimentos – um ano e meio antes do previsto. Algo incomum na construção civil.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Além da construção acelerada, o edifício tem “pegada verde”. É o primeiro “carbon free” da construtora, com neutralização de carbono, e teve redução de 20% na geração de resíduos.

– Traduzem toda a preocupação da construtora para com o meio ambiente, diminuindo consideravelmente o consumo de matérias-primas naturais argamassadas e de gesso mineral, por exemplo, e reduzindo a geração de resíduos e os custos com a operação e manutenção futura do empreendimento como um todo – diz o CEO da empresa, Jean Graciola.

Com valor geral de vendas de 430 milhões, o empreendimento será entregue com quase todos os apartamentos vendidos. Apenas um está disponível para comercialização.

Continua depois da publicidade

Entre as tecnologias que integram a obra está a piscina em sistema modular, que garante a estanqueidade, reduz a necessidade de manutenção e a transferência de ruídos para as unidades localizadas abaixo. O sistema modular possibilita também a instalação de uma automação completa, que permite controlar filtragem, iluminação e temperatura pelo celular. Além disso, diminui em 40% as etapas construtivas.

Veja imagens do projeto:

Outra inovação construtiva é a fachada ventilada, que assegura o isolamento térmico da edificação.  Este efeito é conhecido tecnicamente como “chaminé” e permite a eliminação do vapor de água e de manifestações patológicas originadas por problemas como umidade. Por ser um sistema de revestimento não aderido, reduz consideravelmente as infiltrações causadas por fissuras de movimentação da estrutura. A fachada ventilada também apresenta maior durabilidade e qualidade no acabamento.

– A sua execução é quatro vezes mais rápida que da forma convencional e, gerando menos resíduos na obra e se tornando mais sustentável – compara André Bigarella, diretor de engenharia da FG Empreendimentos

O Drywall, uma marca dos empreendimentos da construtora, permite maior adaptação de plantas e, por ser um sistema de construção industrializado e que elimina etapas construtivas tradicionais, também garante maior agilidade na produção, reduzindo o tempo de execução em 40%, além de ser sustentável. 

Continua depois da publicidade

Outro produto desenvolvido pelo departamento de Engenharia da construtora catarinense e que já ganhou o mercado nacional é a porta corta-fogo sem rebites aparentes. A peça proporciona um aspecto visual mais limpo, modelo de alto padrão, em aço inox escovado.

– Com as pesquisas, busca de novas tecnologias e o desenvolvimento de novas soluções, contribuímos não apenas para o crescimento do mercado, mas principalmente para o desenvolvimento do segmento, gerando novas possibilidades, trazendo novos holofotes para o país e possibilitando a geração de novas empresas para atender o segmento – diz Bigarella.

Com arquitetura contemporânea, o Skyline Tower tem dois apartamentos por andar, com duas unidades diferenciadas, 46 apartamentos tipo e uma cobertura.

Destaques do NSC Total