O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) derrubou a liminar que afastou cautelarmente a presidência da Pasqualotto, uma das maiores construtoras do mercado de luxo em Santa Catarina, e determinou a nomeação de um administrador. Com a decisão, Alcino Pasqualotto retorna ao cargo de presidente. A empresa tem no portfolio o Yachthouse by Pininfarina, que ficou conhecido como “prédio do Neymar” em Balneário Camboriú – o segundo maior edifício da América Latina, com 281 metros de altura.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O processo corre em segredo de Justiça. A coluna apurou que, na decisão, o desembargador Gilberto Gomes de Oliveira considerou que o afastamento do presidente, Alcino Pasqualotto, prejudicaria diretamente o empresário Geninho Thomé, que é seu sócio em três empresas do grupo.

Na avaliação do magistrado, trata-se de um caso em que o prejuízo resultante da liminar “excede o dano que com ela se almeja evitar, em especial a terceiros que não integram a cadeia processual”, inclusive os trabalhadores da construção.

A briga familiar de milhões pela construtora do “prédio do Neymar” em Balneário Camboriú

Continua depois da publicidade

“Prédio do Neymar” em Balneário Camboriú tem mais de 20 ações por atraso

O advogado Rodrigo Fernandes, que representa o autor da ação, Lindomar Pasqualotto, disse que irá analisar a mnifestação do desembargador e pretende recorrer ao colegiado da Câmara do TJSC, uma vez que a decisão foi monocrática.

A defesa de Alcino Pasqualotto não comenta a decisão.

Saiba mais sobre o gigantesco Yachthouse:

Destaques do NSC Total