nsc
    nsc

    "Transformer"

    Viatura mais rápida do Brasil foi apreendida do tráfico de drogas e está com a Polícia Militar de SC

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    12/01/2020 - 11h49 - Atualizada em: 13/01/2020 - 06h31
    Mercedes-Benz C63S plotada como viatura da P MRv
    Mercedes-Benz C63S plotada como viatura da PMRv

    O Fantástico, da Rede Globo, mostrou na noite deste domingo (12) as superviaturas da polícia brasileira: carros apreendidos, que a Justiça autorizou serem usados pelas forças de segurança. Entre os "Transformers da vida real" apresentados estão o Camaro, o Porsche Cayenne e o Mercedes-Benz C63S que são usados pela Polícia Militar de Santa Catarina.

    O Camaro e o Porsche estão com o 12º Batalhão da PM, em Balneário Camboriú.

    Já o Mercedes ficou com a Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina (PMRv) - e é a mais rápida viatura das Polícias Militares de todo o país: tem motor de 510 cavalos e faz de zero a 100 km/h em quatro segundos.

    Dirigir um carrão como esse tem suas peculiaridades, e apenas quatro policiais foram habilitados pela PM para conduzir a superviatura pelas estradas catarinenses.

    Superviatura em blitz da lei seca
    Superviatura em blitz da Lei Seca
    (Foto: )

    Os carrões são usados como "embaixadores" da Polícia Militar, em ações especiais, especialmente com crianças - nada de perseguição a criminosos, até porque a "guarda" não é definitiva. A Justiça liberou o uso temporariamente.

    O Mercedes e o Porsche vieram de uma operação de combate ao tráfico de drogas, em 2018, em que um suspeito de tráfico foi preso em Balneário Camboriú. Foragido do Estado de Goiás, ele vivia como um milionário no Litoral de Santa Catarina - até ser descoberto.

    Porsche, Camaro e Mercedes
    Porsche, Camaro e Mercedes
    (Foto: )

    A manutenção dos carrões da polícia é bancada pela iniciativa privada, por meio de doações. A PMSC paga pelo combustível das superviaturas.

    Questionado sobre o risco dos carrões levarem à impressão de que o crime compensa, o coronel Evaldo Hoffmann, comandante da PMRv, reforça que a função é educativa.

    - O criminoso comprou o carro, mas está preso. Quem utiliza é a polícia, para o bem.

    Participe do meu canal do Telegram e receba o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas