Florianópolis

publicidade

Darci Debona

Darci Debona

Darci Debona

Os fatos mais importantes de Chapecó e região em destaque. A política, a economia, a segurança e o cotidiano do Oeste de Santa Catarina pelo olhar de quem conhece a região.

Darci Debona

Autores da “chacina de São Domingos” são condenados a 487 anos de prisão

Por Darci Debona

18/08/2018 - 03h05

Sete pessoas foram condenadas a penas que somam 487 anos de prisão pela participação na chamada chacina de São Domingos, onde cinco pessoas foram mortas em 2016, numa boate no interior de São Domingos. Os réus estavam divididos em três júris e os julgamentos se encerraram nesta sexta-feira, com a condenação dos últimos três réus. Depois de 20 horas de sessão foram condenados Edenilson Moreira Sutil, a 83 anos de reclusão, Thalita Kulik Viana, a 16 anos e quatro meses de reclusão e Antonio Carlos Flor, a 10 anos de reclusão. No primeiro júri, realizado em 15 de junho, Olívio Flor, que está foragido, foi condenado a 114 anos e 20 dias de reclusão. Ele foi considerado culpado por cinco mortes, tortura e ocultação de cadáver. Outro participante da chacina, Douglas dos Santos da Silva, que já estava preso, foi condenado a 84 anos e nove meses de prisão. No segundo o júri, realizado em 19 de julho, Juliano Biazeki Lucano foi condenado a 92 anos de reclusão, e Luciano Rodrigues dos Santos a 88 anos. O crime teria ocorrido por vingança. Olívio Flor foi avisado por telefone de que Anderson Moshe Antunes, suspeito da morte do tio dele, estava numa boate na zona rural de São Domingos. Olívio teria ordenado a um irmão e mais duas pessoas que estavam em São Lourenço do Oeste que fossem até o local e prendessem Moshe. Olívio foi ao local e torturou Anderson por cerca de uma hora, segundo relato de testemunhas, enquanto as outras quatro vítimas, Leonardo Pansera Menegati, Davi Caveglion, João Carlos Caveglion e Patrick Inácio Alves foram amarrados. Depois os cinco foram mortos a tiros, os corpos foram colocados num veículo e incendiados. A decisão é de primeira instância e portanto há possibilidade de recurso da defesa ao Tribunal de Justiça.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo
(Angelica Luersen, Especial)

Bombeiros de seis países fazem curso no Oeste de SC

Por Darci Debona

17/08/2018 - 04h00

Bombeiros de seis países estão participando do Rescue Days 2018, o maior evento de resgate veicular da América Latina, que se iniciou ontem e se encerra sábado, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó. São 204 inscritos do Uruguai, Argentina, Chile, Paraguai, Bolívia e Brasil. Entre eles, o soldado do Corpo de Bombeiros e Florianópolis, Jean Renato Vieira. – O curso é importante porque a gente aprende técnicas diferentes e permite a integração com bombeiros de toda a América Latina – afirmou Vieira. Entre as novidades estão almofadas infláveis importadas da Eslovênia, que têm capacidade para erguer um ônibus de até 10 toneladas. – Essa tecnologia veio para o Brasil há cerca de um ano e já utilizamos em rodovias de São Paulo, principalmente em locais onde é difícil o acesso de guincho. O procedimento é feito com mais segurança e menos danos aos veículos – explicou o instrutor Juliano Roque de Souza, que é coordenador de atendimento pré-hospitalar do grupo CCR, concessionária de rodovias em São Paulo. São 24 instrutores em 12 estações, que ensinam como fazer o desencarceramento de veículos pesados, retirada de vítima presas às ferragens, e como atender acidentes com veículos híbridos, para evitar choques elétricos. Há instrutores de sete países da Europa e América do Sul e Norte. Entre eles, o alemão Marco Pfeuffer. De acordo com o comandante do 6º Batalhão de Bombeiros Militares (6º BBM) de Chapecó, tenente-coronel Hilton de Souza Zeferino, todos os inscritos passarão pelas 12 estações de treinamento. – Todos sabem fazer cortes nos veículos, mas durante o curso eles aprenderão detalhes sobre o melhor ponto, novas técnicas e equipamentos que permitirão agilizar o resgate das vítimas e salvar-vidas com mais segurança e menos sequelas – afirmou o comandante Zeferino. Durante o treinamento, serão utilizados 80 veículos, entre carros, furgões, vans, caminhões e ônibus. Até uma BMW novinha será cortada durante o curso. Zeferino disse que é importante o treinamento em veículos novos, pois a lataria é mais resistente. Ele destacou que o evento está sendo considerado o segundo maior do mundo, depois da Alemanha, e pela primeira vez é realizado em Santa Catarina. Graças à estrutura dos quatro pavilhões da Efapi, em Chapecó, um deles com cinco mil metros quadrados, além da localização que facilita a participação de todo o Mercosul. O evento é organizado pelo 6º BBM e uma empresa de venda de equipamentos.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo
(Artur Moser, AgÊncia RBS)

Rescue Days: Chapecó recebe 200 bombeiros em curso de resgate veicular

Por Darci Debona

16/08/2018 - 02h35

Pela primeira vez Santa Catarina recebe o Rescue Days, um dos maiores eventos de resgate veicular _ com salvamento de vítimas em acidentes de trânsito _ da América Latina, que se inicia hoje, em Chapecó. A abertura será às 8h no Lang Palace Hotel. Serão três dias de cursos e palestras com instrutores de seis países: Estados Unidos, Chile, Alemanha, Suíça, Holanda e Brasil. – Serão mais de 200 bombeiros que estarão passando por 12 cenários simulados para aprender novas técnicas de extração de vítimas de acidentes de trânsito. Será um evento voltado para a preparação das equipes de emergência do Brasil e países vizinhos – informou o comandante do 6º Batalhão de Bombeiros Militares de Chapecó, tenente-coronel Hilton de Souza Zeferino, que é um dos coordenadores do evento. Os cenários foram montados nos quatro pavilhões do Parque de Exposições Tancredo Neves, no bairro Efapi. Essa é a quinta edição do evento, sendo que São Paulo sediou todas as edições anteriores.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo

Chapecó Alimentos vende unidade de Cascavel

Por Darci Debona

15/08/2018 - 01h25

A unidade de Cascavel da massa falida da Chapecó Alimentos em Cascavel foi vendida para a cooperativa LAR. Ela entrou num pacote de vendas da Globoaves, que havia arrendado a unidade quando a empresa catarinense faliu. De acordo com o síndico da massa falida, Alexandre Brito de Araújo, o valor foi de R$ 130 milhões, R$ 100 mil a mais do que o que constava no laudo da falência. – A negociação está para análise do Ministério Público e depois irá para homologação do juiz da falência, Marcos Bigolin, de Chapecó. O valor arrecadado pagará os credores e encargos da massa falida – afirmou o síndico. A dívida da Chapecó Alimentos é estimada em R$ 1,2 bilhão, e o patrimônio não chega a R$ 700 milhões. Os maiores credores são o BNDES, o IFC e o Banco do Brasil. Ainda falta definir o destino das unidades produtivas de Xaxim, arrendada para a Aurora Alimentos, e de Santa Rosa (RS), arrendada para a Aliben.   Globoaves A prefeitura de Lindóia do Sul está em contato com a Globoaves para tentar retomar a produção no município, suspensa há dois anos. A questão está em estudo de viabilidade, segundo o secretário de Administração, Fabiano Frare. A empresa informou que não existe nada de concreto. O fechamento da Globoaves reduziu em 7,5% a receita da prefeitura, que é de R$ 1,5 milhão por mês.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo

Ponto de imigração em Paraíso será debatido em Dionísio Cerqueira

Por Darci Debona

14/08/2018 - 03h15

O processo para um segundo ponto de imigração na fronteira de Santa Catarina com a Argentina, em Paraíso, será debatido na reunião do Comitê de Integração Fronteiriça, que será realizada amanhã, a partir das 9h, na prefeitura de Dionísio Cerqueira. O novo posto ficará próximo da ponte sobre o rio Peperi-Guaçu, que liga a BR-282 com a Ruta 14, no país vizinho. O presidente da comissão binacional Brasil/Argentina, Darci Zanotelli, acredita que em 45 dias a estrutura necessária para o início da imigração estará pronta. Algumas melhorias na ponte, como recolocação e pintura dos guarda-corpo, já foram efetuadas. Também foi reformado um prédio que já existia no local. Faltam algumas melhorias como sanitários, estacionamento e redes de comunicação. A delegada Carmem Marileia da Rocha Mosele, da superintendência da Polícia Federal em Santa Catarina, não deu prazo, mas afirmou que as medidas estão sendo tomadas. Desde 2 de julho já foram destinados 16 policiais federais e outros oito da Força Nacional de Segurança, que estão atuando na fronteira, alguns deles na ponte do Peperi-Guaçu. No entanto a imigração continua sendo feita em Dionísio Cerqueira. – Nos próximos dias, vamos receber o prédio onde será instalada a imigração. Estou otimista, mas não tem data certa e não tenho como dar prazo, pois é preciso um ato formal de criação do posto de imigração, além de um código novo para Paraíso. Também é necessária uma análise de risco e a definição dos servidores que trabalharão lá – explicou. A passagem por Paraíso diminui em 130 quilômetros a distância de Chapecó até Posadas, que é a capital da Província de Misiones.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo
Advogado foi morto dentro do próprio escritório no Oeste

Advogado é morto dentro do escritório no Oeste

Por Darci Debona

13/08/2018 - 15h27

Um advogado foi morto dentro do próprio escritório na manhã desta segunda-feira, em Guaraciaba, no Extremo Oeste de Santa Catarina. Às 9h10 dois homens numa motocicleta verde estacionaram em frente ao escritório do advogado Joacir Montagna, 53 anos, no centro da cidade, a uma quadra da prefeitura.

Continuar lendo

Escola de Chapecó receberá R$ 2,2 milhões para reforma

Por Darci Debona

13/08/2018 - 04h35

A Escola de Educação Básica Zélia Scharf, uma das maiores de Chapecó, receberá R$ 2,2 milhões para reforma de estrutura, que enfrenta problemas como, por exemplo, infiltração. A licitação foi lançada em 9 de agosto e a abertura dos envelopes de habilitação das empresas será em 12 de setembro, de acordo com informações da Agência de Desenvolvimento Regional.   Ponte sobre o Rio Irani em fase final A finalização das obras de recuperação da ponte sobre o rio Irani, na SC-283, entre Chapecó e Arvoredo, está prevista para esta semana. O investimento de R$ 600 mil foi para recuperação dos pilares, reconstrução dos guarda-corpo e pavimento.   Feira do Livro Será lançada amanhã, às 19h30min, no Salão Nobre da Unochapecó, a 2ª Edição da Feira do Livro de Chapecó. O escritor chapecoense Demétrio Panarotto foi o convidado para conduzir o ato. A feira será realizada de 1o a 6 de outubro, no Centro de Cultura e Eventos de Chapecó.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo
(Divulgação)

Atendimento de bombeiros é prejudicado por falta de efetivo

Por Darci Debona

11/08/2018 - 04h10

A falta de efetivo está atrapalhando alguns atendimentos dos bombeiros no Oeste. Na quinta-feira, a ambulância da corporação na unidade de Xanxerê, que faz cerca de 15 auxílios à comunidade por dia, não saiu do quartel. De acordo com o comandante do 14º Batalhão dos Bombeiros Militares de Xanxerê, tenente-coronel Walter Parizotto, o serviço emergencial não foi prejudicado, pois há duas ambulâncias do Samu que fizeram o atendimento. – O que deixamos de atender são alguns auxílios, como por exemplo uma pessoa que teve fratura de perna e tem alta do hospital e precisa de transporte com maca – explicou. Segundo Parizotto, essas suspensões tem ocorrido desde o fim do ano passado, em Xanxerê e outras cidades da região, quando há algum bombeiro que precisa faltar por questão de doença, por exemplo. Parizotto disse que a situação está no limite de pessoal pois sete pessoas saíram do batalhão nos últimos dois anos, por transferência ou aposentadoria. Isso representa o efetivo de atendimento num dia da semana. Ele espera repor o quadro com alguns dos 300 bombeiros que estão em curso de formação. Outra medida que está sendo tomada é a transferência da central de emergência para Chapecó, o que deve ocorrer até o final do ano. Com isso, as ligações para o 193 na região de Xanxerê cairão todas em Chapecó. Isso representa três homens a mais, que deixam de ficar atendendo o telefone.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo
(Sirli Freitas, Especial)

Movimento de caminhões cresce 24% na fronteira

Por Darci Debona

10/08/2018 - 03h25

O movimento de caminhões na alfândega de Dionísio Cerqueira aumentou 24% neste ano, de janeiro a julho, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 8.862 caminhões que passaram pelo local no período, contra 5.919 em 2017. O crescimento é motivado pelo aumento das exportações. Os dados de julho ainda não estão totalizados mas, no primeiro semestre, foram exportados US$ 230 milhões por Dionísio Cerqueira, número 45% superior aos US$ 126 milhões do primeiro semestre do ano passado. – Tivemos um grande crescimento nas exportações de carnes e frutas nos últimos meses – explicou o delegado da alfândega da Receita Federal, Valter Solon Dorigon. As exportações de carne suína de Santa Catarina para o Chile, por exemplo, atingiram US$ 1 milhão nos primeiros sete meses de 2018, faturamento 43% superior aos US$ 730 mil do mesmo período do ano passado. Para a Argentina o crescimento foi de 33%, de R$ 18,6 milhões para R$ 24,9 milhões. Destaque para a exportação de bovinos para o Paraguai, que aumentou 271%, de US$ 49,7 mil para US$ 184,7 mil. O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Dionísio Cerqueira e Barracão (PR), Marcos Voltolini, disse que a situação melhorou em relação ao início do ano, quando foram realizados protestos na aduana, mas que é necessário ampliar o número de funcionários e infraestrutura para dar conta do movimento da Rota do Milho, que tem previsão de se iniciar dentro de um mês.   Convênio de R$ 15 milhões para elevado A Prefeitura de Chapecó assinou na quarta-feira um financiamento de R$ 15 milhões com a Caixa Econômica Federal. O dinheiro será utilizado para a conclusão das obras do elevado que vai ligar o Contorno Viário Oeste à avenida Leopoldo Sander. O prazo de conclusão é de 13 meses.   Leia outras publicações de Darci Debona

Continuar lendo
Exibir mais
Darci Debona

Darci Debona

Darci Debona

Os fatos mais importantes de Chapecó e região em destaque. A política, a economia, a segurança e o cotidiano do Oeste de Santa Catarina pelo olhar de quem conhece a região.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação