nsc
    dc

    Emergêcia

    Estiagem: resolução flexibiliza autorização para perfuração e poços 

    Medida é válida enquanto durar a falta de chuva

    24/04/2020 - 14h29

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Secretário Lucas Esmeraldino
    Secretário Lucas Esmeraldino assinou resolução após reunião com o Grupo Econômico do governo
    (Foto: )

    Facilitar a abertura de poços para combater a estiagem é o objetivo e uma resolução assinada nesta quinta-feira, pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino. A medida flexibiliza as solicitações de autorização para poços destinados ao consumo humano, abastecimento público e criação animal e será válida até normalização das chuvas.

    -Em uma reposta emergencial ao estado crítico de escassez hídrica que enfrentamos no Estado. Com esta autorização, os setores precisarão realizar o cadastro mínimo e terão três meses para entregar o restante da documentação – disse o secretário.

    A medida foi tomada após reunião por teleconferência do Grupo Econômico do Governo do Estado, com entidades do setor produtivo.

    Estiagem em Santa Catarina
    Mapa mostra cidades com problemas no abastecimento de água
    (Foto: )

    O presidente da Federação da Agricultura de Santa Catarina, José Zeferino Pedrozo, disse que há muitos produtores que estão solicitando a perfuração de poços por falta de água, como no caso de São Joaquim.

    Desde o final do ano passado vários município estão transportando água para propriedades do interior para abastecimento humano e consumo animal.

    De acordo com a Epagri esta é pior estiagem desde 2006. Desde junho do ano passado o déficit é de 500 milímetros em relação aos 1,5 mil milímetros esperados para o período. Os prejuízos são estimados em R$ 386 milhões.

    Outro tema que foi discutido pelo Grupo Econômico foi a retomada do transporte coletivo - intermunicipal, interurbano e urbano - e os parâmetros para a retomada 100% das atividades industriais, seguindo protocolos rígidos.

    Esses temas ainda precisam passar pela apreciação do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES).

    O deputado Altair Silva também solicitou ao governo do estado agilidade no reconhecimento dos processos de emergência dos municípios.

    O motivo é que alguns benefícios só podem ser acessados pelos municípios que tiverem seus decretos homologados.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas