nsc
nsc

Investimento

Até dezembro, um renovado acesso sul a Criciúma

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
10/05/2021 - 12h08
Buracos e poeira no caminho das obras da Jorge Lacerda
Buracos e poeira no caminho das obras da Jorge Lacerda (Foto: Denis Luciano / NSC Total)

Um importante reforço logístico e de infraestrutura para a maior economia do sul de Santa Catarina: Criciúma ganhará, nos próximos meses, um renovado acesso rodoviário. Autorizada em dezembro passado pelo governador Carlos Moisés, a revitalização da Rodovia Jorge Lacerda deverá estar entregue em dezembro. Ou seja, daqui a sete meses.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

— Eu sei da importância dessa obra, pois já morei em Criciúma. Revitalizar a Jorge Lacerda é uma questão de salvar vidas, trazendo mais comodidade para os moradores — disse Moisés, quando esteve pela última vez em Criciúma, há exatos cinco meses.

Governador Moisés assinou autorização da obra em dezembro, em Criciúma
Governador Moisés assinou autorização da obra em dezembro, em Criciúma
(Foto: )

O investimento nos 8,3 quilômetros é de R$ 16,3 milhões. A empresa JR Construções está na ativa em diversos pontos executando os serviços de terraplanagem, pavimentação, drenagem, obras de arte correntes, sinalização, serviços complementares, meio ambiente, iluminação, obras de contenção com muro de concreto armado e seis intersecções. O trânsito começou a sofrer desvios em março, o que se acentuará nos próximos meses.

— Houve uma pequena demora no início efetivo pois fizemos ajustes ao projeto original, acrescentando um trecho de 700 metros com terceira pista, em função do tráfego de caminhões em trecho com várias empresas instaladas — observa o coordenador regional sul de Infraestrutura, Gustavo Taufembach.

O domingo foi de bastante tráfego, mesmo com as obras
O domingo foi de bastante tráfego, mesmo com as obras
(Foto: )

O cenário atual desaconselha trafegar pela rodovia. Para quem ingressa em Criciúma pela BR-101, os primeiros três quilômetros apresentam dezenas de placas de sinalização e os claros indícios do desgaste do asfalto, originalmente inaugurado em 1979 pela prefeitura e depois tendo passado por alguns eventuais remendos.

A primeira intervenção perceptível para quem avança em direção ao Centro é a obra de drenagem no acesso ao bairro Verdinho.

Obras de drenagem no acesso ao bairro Verdinho
Obras de drenagem no acesso ao bairro Verdinho
(Foto: )

Mais adiante, pelo menos dois trechos de obra adiantada, com sinalização tentando organizar o trânsito sobre areia e pedregulhos que resultam das escavações e remoção do antigo e desgastado asfalto. 

Um dos pontos em que a obra está mais adiantada
Um dos pontos em que a obra está mais adiantada
(Foto: )

— Embora de 1979, a base original do pavimento é muito boa, e estamos aproveitando. Fizemos uma base reforçada de 15 centímetros mais uma camada de 10 centímetros de asfalto, e 3 metros de camada nos acostamentos — conta Taufembach. — A estrada, claro, estava esburacada, mas o nível de deformação da base era mínimo, então conseguimos aproveitar bastante, prova que a obra original foi realmente muito bem feita — elogia.

Todas as comunidades que ficam no percurso da Rodovia Jorge Lacerda contarão com interseções para acesso, seis delas com trevos e duas com rótulas, uma já existente, no encontro com a Rodovia Gabriel Arns, no acesso a Forquilhinha, e outra diante de uma das empresas instaladas no trecho.

Haverá, no percurso, seis interseções para acessos às comunidades
Haverá, no percurso, seis interseções para acessos às comunidades
(Foto: )

Iluminação e velocidade máxima

Quando a revitalização for concluída, a Rodovia Jorge Lacerda contará com velocidade máxima de 80km/h e iluminação reforçada. — Já há um sistema de iluminação, vamos melhorar o que for necessário, com amparo da Celesc, e depois caberá ao município a manutenção e o custeio. Mas a rodovia será entregue com iluminação — confirma Taufembach. É que outra obra viária importante que o estado executou recentemente para Criciúma, a Via Rápida, entregue em dezembro de 2017, ainda não conta com sistema de iluminação, o que gerou certa desconfiança em relação ao acesso sul.

Para quem transitar no sentido BR-101 a Criciúma, um outro aspecto diferenciado da Jorge Lacerda: o acostamento à direita será uma faixa para pedestres e ciclistas. — Claro que em casos de emergência, carros poderão parar ali. Mas essa pista, de 2m40cm de largura, servirá para bicicletas e pedestres, será sinalizada, e o acostamento então, com largura apropriada, estará no sentido oposto — esclarece o coordenador.

Vetor de desenvolvimento

A Rodovia Jorge Lacerda revitalizada proporcionará um importante incremento também para Forquilhinha e Nova Veneza, cidades que terão nela um renovado e mais próximo acesso à BR-101. 

Rodovia dá acesso a Criciúma, Forquilhinha e Nova Veneza
Rodovia dá acesso a Criciúma, Forquilhinha e Nova Veneza
(Foto: )

Atualmente, conforme registrado na última semana pela prefeitura de Forquilhinha, o tráfego de caminhões no meio urbano, por conta da implantação das praças de pedágio na BR-101, multiplicou em até dez vezes. — O levantamento de sexta-feira apontou que a cada 57 segundos está passando um caminhão pesado por Forquilhinha — enumera o prefeito José Cláudio Gonçalves, o Neguinho. Muitos desses caminhões, a partir do fim do ano, poderão fazer uso da Rodovia Jorge Lacerda.

Em Criciúma, novas empresas

Para Criciúma, a aposta econômica que a prefeitura faz na Rodovia Jorge Lacerda vem com a implantação de uma nova área industrial, em parte das terras que pertenciam ao CTG Pedro Raymundo e que foram incorporadas ao município, para criação de 20 lotes que medem de 3 a 20 mil metros quadrados e servirão para implantação de novas empresas. A meta é criar pelo menos 500 empregos no local.

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas