nsc
nsc

BR-101

Foragido do RS é preso em praça de pedágio no sul de SC

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
24/05/2021 - 19h28
Uma das câmeras instaladas em passarela da BR-101
Uma das câmeras instaladas em passarela da BR-101 (Foto: Divulgação)

Com uma média superior a 800 mil carros e caminhões por semana, mais de 2,4 milhões de veículos passaram pelas quatro praças de pedágio da BR-101 do sul catarinense desde a estreia da cobrança, em 2 de maio, em São João do Sul, Araranguá, Tubarão e Laguna. Quando da concessão da exploração do trecho de 220 quilômetros pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) à CCR Via Costeira, uma das promessas era de reforço absoluto da segurança na rodovia.

Em oito dias, mais de 800 mil veículos passaram pelas praças de pedágio da BR-101 Sul

E a BR-101 sob nova administração viu registrar neste domingo (23), na abertura da quarta semana de operações da CCR na rodovia, uma prisão em flagrante. Trata-se de um foragido de 43 anos que, viajando em um GM Celta, foi abordado na praça de pedágio de Araranguá. 

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Acionada, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) constatou o estado de embriagues e identificou o condutor como fugitivo da Justiça de Passo Fundo, no norte do Rio Grande do Sul. Lá, havia contra ele um mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas. O fugitivo foi de imediato encaminhado às autoridades gaúchas.

CCR já instalou 40 câmeras

Um dos investimentos executados do ano passado para cá é a colocação em operação de câmeras em todo o trecho concedido. — Quem paga a tarifa de pedágio quer ver os serviços ofertados — lembrou em uma reunião com a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) em setembro de 2020, o diretor-presidente da CCR, Fausto Camilotti.

Praça de pedágio em Araranguá
Praça de pedágio em Araranguá
(Foto: )

O compromisso inicial é de 265 câmeras em todo o trecho, até a concessão completar 36 meses, em julho de 2023. Até agora, foram colocadas 40, junto às 20 passarelas da extensão. — A intenção principal das câmeras é conferir segurança aos usuários da rodovia e também aos pedestres que fazem uso das passarelas — comentou Camilotti, na ocasião, lembrando que os equipamentos oferecem 100% de visão dos locais monitorados e as imagens são conferidas 24 horas por dia na central da CCR. 

Segurança na BR-101

— A garantia de segurança dos usuários e de monitoramento constante da rodovia são premissas nossas — destaca o diretor de Operações e Atendimento da CCR Via Costeira, Diogo Stiebler. 

Os serviços pelo 0800 255 5550 vêm sendo bastante procurados. — Em abril, recebemos uma média de 41 ligações por dia, um total de 1.237 chamados. Em maio, a média foi de 84 ligações por dia somente nos dez primeiros dias do mês, vamos tranquilamente ultrapassar as duas mil ligações — contabiliza Stiebler. — Perto de 40% das ligações são para solicitar socorro mecânico. Não tivemos ocorrências graves até aqui, mas muitos serviços corriqueiros, que fazem parte da nossa missão. Muitas pessoas ligam também para tirar a dúvida quanto ao valor da tarifa, se é possível pagar com cartão de crédito ou débito e a localização das praças — salienta o diretor.

Leia também:

Com a força do vento, estragos são registrados em estradas do sul

Serra do Rio do Rastro: os desafios impostos pela escuridão

Governador ouve os apelos de empresários do sul

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas