nsc
nsc

Campeonato Catarinense

SC ganha mais um time profissional: Caravaggio Futebol Clube

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
13/05/2021 - 15h14
Presidente da FCF, Rubens Angelotti, recebe o presidente do Caravaggio FC
Presidente da FCF, Rubens Angelotti, recebe o presidente do Caravaggio FC (Foto: Divulgação)

E o namoro dos últimos meses tornou-se casamento, e mais uma cidade e mais um clube entram no circuito do futebol profissional de Santa Catarina. O Caravaggio Futebol Clube bateu o martelo e, na tarde desta quinta-feira (13), anunciou oficialmente à Federação Catarinense de Futebol (FCF) o seu ingresso no profissionalismo.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

— Vamos entrar com pés no chão e o que vier, será lucro nesse primeiro ano — afirma o presidente Samuel Milanez. O Caravaggio é do distrito de mesmo nome da cidade de Nova Veneza, vizinha a Criciúma.

Dirigentes do Caravaggio na FCF tratando do ingresso do clube na Série C
Dirigentes do Caravaggio na FCF tratando do ingresso do clube na Série C
(Foto: )

O custo para migrar do futebol amador, no qual o Caravaggio é uma das principais expressões em Santa Catarina, para o profissional é de R$ 400 mil em taxas para a FCF e a CBF. — Não foi uma decisão de momento. Faz tempo que planejávamos isso, agora chegou a hora — destaca Milanez.

O Caravaggio estreará no profissionalismo disputando a Série C do Campeonato Catarinense, que iniciará em 20 de setembro e deverá contar com oito a dez equipes participantes. A meta, agora, é adequar o estádio da Montanha, que tem capacidade para mil torcedores sentados em uma arquibancada coberta. — Temos que cercar todo o estádio, com um muro de cerca de 600 metros e pouco mais de dois metros de altura — informa o dirigente. — Para a Série C não é necessário ter arquibancadas para os visitantes. Se conseguirmos um acesso à Série B, daí instalaremos arquibancadas móveis — projeta.

Arquibancada coberta do estádio da Montanha, onde o Caravaggio joga
Arquibancada coberta do estádio da Montanha, onde o Caravaggio joga
(Foto: )

Os vestiários do estádio serão ampliados, por orientação da FCF. As obras devem devem começar na próxima semana, mas o Caravaggio já pensa em uma alternativa caso não possa utilizar seu estádio na Série C. — Estamos pensando em outras opções. O estádio Darci Marini, em Nova Veneza, não pode ser usado pois não tem o muro também — constata. Mas o presidente está otimista de que será possível concluir as melhorias em tempo.

Um time de jovens

Em paralelo, inicia na próxima semana também a montagem da equipe, com a contratação de um treinador e a busca por atletas. — O campeonato da Série C é sub-23, então vamos montar um time de jovens e buscar os cinco reforços permitidos acima dessa idade — aponta. Nos tempos do amadorismo, o Caravaggio destaca-se por investir alto, para os padrões das competições que participava, em contratações de atletas com trânsito no futebol profissional.

A mudança de status do Caravaggio vai colocar por terra um dos principais clássicos do futebol amador de Santa Catarina: o chamado Clássico da Polenta, no qual o Azulão da Montanha (como é chamado o Caravaggio) enfrentava o seu rival Metropolitano, de Nova Veneza. No amadorismo, o Caravaggio, que comemorou 51 anos na última segunda-feira (10) acumulou um título do Sul Brasileiro, dois do Campeonato Catarinense, seis da Copa Sul dos Campeões e seis do Regional da Liga Atlética da Região Mineira (Larm).

Agora, o Caravaggio, de azul, é profissional, e o rival Metropolitano segue amador
Agora, o Caravaggio, de azul, é profissional, e o rival Metropolitano segue amador
(Foto: )

Criciúma x Caravaggio?

Com o inédito rebaixamento do Criciúma à Série B do Campeonato Catarinense de 2022, um fato curioso pode acontecer na região sul no ano que vem: se o Caravaggio obtiver êxito na Série C deste ano (os dois primeiros da Terceira Divisão sobem) haverá confrontos Criciúma x Caravaggio na próxima temporada. — Quem sabe a gente consegue e teremos um clássico desse — sugere o presidente Milanez.

A experiência mais recente do futebol do sul na Série C foi positiva. O Próspera conquistou a competição em 2018 e, duas temporadas depois, garantiu o acesso à Série A estadual.

Um dos fatores que pesou na migração do Caravaggio para o profissionalismo foi a falta de calendário no futebol amador, cujas disputas estão suspensas desde o início da pandemia de Covid-19.

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas