nsc
    nsc

    Pandemia

    Com piora de risco para transmissão da Covid-19 Serra Catarinense adota novas restrições

    Compartilhe

    Eduarda
    Por Eduarda Demeneck
    15/10/2020 - 13h51 - Atualizada em: 15/10/2020 - 14h02
    Depois de duas semanas no amarelo (alto) Serra Catarinense tem piora no grau de transmissão da Covid-19
    Depois de duas semanas no amarelo (alto) Serra Catarinense tem piora no grau de transmissão da Covid-19 (Foto: Governo de SC / divulgação)

    Nesta quinta-feira (16) a Serra Catarinense teve uma piora no grau de risco para a transmissão da Covid-19. O Mapa de risco do governo do estado coloca a região em nível grave (laranja). Com isso algumas atividades voltam a sofrer restrições mais rigorosas, é o caso da ocupação hoteleira e dos eventos sociais. Segundo o governo do estado essa alteração ocorreu por conta do aumento no número de casos da doença no planalto serrano. Nesta quinta-feira (15), integrantes do Centro de Operações em Emergência e Saúde (Coes) da Serra se reuniram para debater a situação.

    ::Veja quais regiões de SC podem retomar aulas conforme o risco para Covid-19

    “Nós também levantamos alguns questionamentos junto a Vigilância Epidemiológica e o Coes do estado. De acordo com a justificativa foi um aumento de casos na Serra Catarinense que gerou esse novo cenário. Em Lages, analisando os próprios números do estado, não geraria o indicador de crescimento nessa proporção, porém analisando os dados da região Serrana essa taxa de crescimento apresenta 20% de uma semana para outra”, comenta o Secretário de Saúde de Lages, Claiton Camargo.

    Lages, que é a cidade polo da região, teve 6% de crescimento nos casos de Covid-19, na última semana. Um dos questionamentos do munícipio é o método de cálculo para essa piora na situação. Em Lages, até sexta-feira (16) um novo decreto municipal deve ser editado com novas restrições. A ocupação hoteleira, por exemplo, deve ter o limite diminuído para 60%, conforme prevê as portarias do estado para as regiões que estão nas cores laranjas.

    ::SC segue com 12 regiões com risco grave para Covid-19; secretário de Saúde avalia cenário

    “Em tese essa classificação laranja ela restringe algumas atividades que tinham voltado a serem liberadas, como eventos sociais, cinemas, teatros. Isso agora tem que ser revisto, explica o Secretário de Saúde de Lages.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas