publicidade

Navegue por
Eduarda

Serra catarinense

Comitiva cobra solução de problemas do Hospital Tereza Ramos, em Lages

Compartilhe

Por Eduarda Demeneck
05/04/2019 - 17h00 - Atualizada em: 05/04/2019 - 17h42
(Foto: Alvarélio Kurossu / Agência RBS)

Uma comitiva formada por secretários de saúde dos municípios da Serra Catarinense, vereadores e o vice-prefeito de Lages Juliano Polese, foi para Capital nesta quinta-feira (04), buscar uma solução para o problema do Hospital Tereza Ramos. O secretário estadual da saúde Helton de Souza Zeferino confirmou o que havia adiantado essa semana à NSC, que em 10 dias vai abrir na ala fechada da unidade, um hospital dia, para atender pacientes de baixa complexidade, que precisem fazer procedimentos pequenos com permanência máxima de 12 horas.

A ala do 5º andar foi totalmente fechada no mês passado. São 13 quartos com capacidade para 26 leitos. Segundo o vice-prefeito de Lages, o secretário disse ainda que em uma semana vai estudar a possibilidade de reabrir alguns desses leitos, neste mesmo andar, para atender a demanda do Pronto Atendimento Municipal que está superlotado.

Leia também: Leitos são fechados no maior hospital da Serra; Governador se compromete a reavaliar a decisão

O local é a porta de entrada para o hospital. Só nesta quinta-feira (04), 16 pacientes aguardavam para serem internados no Tereza Ramos. Para algumas pessoas a espera já durava quatro dias. Não havia mais macas ou camas disponíveis. Segundo o secretario de estado da saúde, o maior problema está na falta de médicos especialistas, mas não deu um prazo pra contratação de profissionais.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação