nsc
    nsc

    Pandemia

    Serra Catarinense tem alta na ocupação de leitos de UTI Covid; mais da metade dos pacientes são de outras regiões

    Compartilhe

    Eduarda
    Por Eduarda Demeneck
    17/02/2021 - 14h15 - Atualizada em: 17/02/2021 - 14h26
    Serra Catarinense registra alta na ocupação de leitos para pacientes com Covid-19
    Serra Catarinense registra alta na ocupação de leitos para pacientes com Covid-19 (Foto: Secom / Arquivo)

    A ocupação dos leitos de UTI e de enfermaria Covid teve uma alta considerável na região da Serra, nesta semana. Passou de 38%, no inicio do mês de fevereiro, para 94% nesta terça-feira (16). Atualmente, dos 54 leitos de UTI Covid disponíveis nos dois hospitais de Lages, o Nossa Senhora dos Prazeres e o Tereza Ramos, mais da metade estão ocupados com pacientes de cidades do Oeste e Litoral catarinense.

    >>Receba notícias pelo WhatsApp

    No hospital estadual Tereza Ramos há possibilidade da ampliação de mais dois leitos de UTI Covid, hoje a unidade conta com 34. Para isso será preciso remanejar profissionais para trabalhar. A situação está sendo estudada, segundo a direção do hospital. Nas enfermarias Covid o número de internações também aumentou, está com 77% de ocupação. As transferências são reguladas pela Secretaria de Estado da Saúde, através do sistema de regulação de leitos, conforme a disponibilidade dos hospitais.

    Além da alta na ocupação de leitos, a Secretaria de Saúde de Lages também percebeu um agravamento da pandemia no cenário local. O número de atendimentos na Central de Triagem está aumentando diariamente. Em média, por dia, 200 pessoas têm procurado o local.

    Ocupação de leitos também preocupa no Meio-Oeste

    Os cinco maiores hospitais da Macroregião do Meio-Oeste também estão com os leitos de UTI Covid com alta na ocupação. O hospital Maice, de Caçador chegou a postar um alerta nas redes sociais informando sobre o aumento dos casos. A unidade está com todos os 12 leitos de UTI Covid e os 19 de enfermaria Covid ocupados, quatro pacientes estão entubados no pronto-socorro.

    Segundo o coordenador Macroregional de Saúde da região, Luiz Martinho Ávila, uma reunião aconteceu nesta quarta-feira (17) para discutir o assunto. Há possibilidade de suspensão nas cirurgias eletivas.

    >>Volta às aulas em SC: Estado libera 100% da capacidade das salas

    - Estaremos em breve chamando, além destes hospitais, aqueles considerados de retaguarda, para que possamos verificar a possibilidade deles permanecerem o maior tempo possível com pacientes nos leitos clínicos, seguindo os protocolos disponibilizados pelo Ministério da Saúde. E também, dar um maior suporte aos hospitais de maior complexidade, absorvendo pacientes de menor risco – comenta.

    Segundo nota da Secretaria de Estado da Saúde, o Ministério da Saúde já foi informado sobre a necessidade da habilitação de mais leitos de UTI Covid em SC. Diz ainda que ações podem ser realizadas em todas as regiões, dependendo da demanda e evolução dos casos.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas