nsc
    nsc

    Em alta

    Atividade econômica de SC cresce 4,8% em junho, informa o IBCR-SC

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    17/08/2020 - 13h41
    Colheita de soja no Oeste de SC
    Colheita de soja no Oeste de SC (Foto: Sirli Freitas, NSC, BD)

    Apesar do forte impacto da pandemia, a atividade econômica catarinense apresenta melhora gradativa, mostra o Índice de Atividade Econômica Regional (IBCR-SC), calculado pelo Banco Central do Brasil. Em junho frente ao mês anterior, SC cresceu 4,8% um pouquinho a menos da média nacional, que ficou em 4,9%. Em relação a junho de 2019, teve queda de 4,4% enquanto o país caiu 8,6%. No acumulado do primeiro semestre, SC recuou 5,1% frente a uma queda nacional de 6,3%.

    Essa posicição acima da média não impediu o Estado de ficar entre os últimos lugares no acumulado de janeiro a junho, na série com ajuste sazonal. Com a retração de 5,1%, SC ficou em 10º lugar entre os 13 estados pesquisados. Atrás da variação catarinense vieram somente as do Espírto Santo (-7,0%), Amazonas (-7,1%) e o Rio Grande do Sul (-8,1%). O único resultado positivo foi do Pará, 0,5%.

    Esse indicador do Banco Central, considerado uma prévia do Prodoto Interno Bruto, considera agropecuária, indústria, comércio, serviços, atividades financeiras e outras. Santa Catarina, pela sua diversidade econômica, agronegócio forte e menor taxa de desemprego do país, tem conseguido resultados acima dos registrado pela maioria dos estados. No primeiro semestre, dados do IBGE apontaram resultados positivos, principalmente no agronegócio e no comércio.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas