nsc

publicidade

Estela

Orçamento

Celesc vai investir quase R$ 600 milhões em 2019

Compartilhe

Por Estela Benetti
17/12/2018 - 05h30
Subestação da Celesc
(Foto: )

Além de confirmar o nome do engenheiro Cleicio Poleto Martins para presidir a companhia, o conselho de administração da Celesc analisou e aprovou na reunião de quinta-feira o orçamento para o ano que vem. O plano da companhia é investir R$ 595,3 milhões, cifra 9,65% superior que a deste ano. Desse montante, R$ 531 milhões serão para projetos da Celesc Distribuição e R$ 55,6 milhões para a Celesc Geração.

- A elevação do orçamento de investimento reflete, portanto, a preocupação da empresa e dos acionistas na manutenção da melhoria contínua dos indicadores e na garantia de infraestrutura necessária para expansão do mercado na sua área de concessão – explica o presidente da companhia, Cleverson Siewert.

Procura-se motorista: segmento de transporte de cargas está positivo para 2019

Segundo ele, a Celesc vem apresentando ótimos indicadores de desempenho do sistema elétrico. Todos eles vêm superando as metas do órgão regulador.

A troca de comando na maior empresa sob o controle do governo de SC será sexta-feira, dia 21 de dezembro. Além da mudança do presidente, haverá um novo diretor financeiro, Marcelo Dutra; e um novo presidente do conselho de administração, João Eduardo Berbigier.

 

Futuro da Fapesc

A dúvida do novo governo do Estado sobre o que fazer com a Fundação de Amparo à Tecnologia e Inovação do Estado (Fapesc) e as informações sobre a intenção de fechar a instituição causam apreensão à tríplice hélice da economia catarinense – os setores privados, público e universidades. Fechar uma fundação que tem a função de fomentar a tecnologia e tanto colaborou para o empreendedorismo inovador é olhar para o retrovisor.

É claro que há falta de recursos, é preciso reduzir gastos, mas não dá para cortar inovação, que gera renda e desenvolvimento. Foi graças ao Sinapse, da Fapesc, que SC atingiu a liderança nacional em startups frente ao número de habitantes.

 

Investidores e pé na areia

foto
(Foto: )

Com os sinais de uma retomada mais forte do crescimento econômico ano que vem, o setor da construção civil do Estado gera mais empreendimentos e atrai novos investidores. É o caso do residencial Belvedere Beach Garden, que será implantado entre Ingleses e Santinho, no Norte da Ilha de SC, com acesso para a praia (foto).

O projeto, que será lançado nesta terça-feira, é uma iniciativa conjunta da Construtora Hogar, cujos sócios têm tradição na edificação de prédios de luxo na Grande Florianópolis, do empresário Ricardo Saldanha, com vasta experiência em projetos de luxo, e do agropecuarista Jorge Alberto Moura. Vale destacar que Saldanha e Moura estão estreando como incorporadores na região.

O foco do projeto são residentes da Ilha ou investidores. Diogo Steinbach, sócio da Hogar, informa que a empresa lançou também o Pátivo Civitas, na Pedra Branca, em Palhoça, numa parceria com a construtora Pedra Branca.   

 

13º do Estado sai nesta segunda-

Apesar do ano difícil, os servidores ativos e inativos do Estado de Santa Catarina recebem nesta segunda (17) a segunda parcela do 13º salário. Serão R$ 513,22 milhões para 142.584 servidores civis e militares da administração direta, autarquias, fundações e do poder executivo.

– Mais uma vez, estamos cumprindo o compromisso que assumimos de pagar a folha do funcionalismo público em dia. Já havíamos adiantado metade do 13º e, no próximo dia 28, pagaremos os salários de dezembro – afirma o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli.

Nem todos Estados vão conseguir pagar o 13º este ano. O RS e Sergipe vão parcelar no ano que vem.

 

Alerta do ministro

Em ritmo de final de mandato, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que estará quinta-feira, com o presidente Michel Temer, na inauguração do centro de eventos de Balneário Camboriú, alerta ao novo governo de SC e demais lideranças de que o grande desafio é ambiental. O Estado precisa priorizar o licenciamento de projetos de investimentos que somam R$ 70 bilhões e estão à espera de parecer do Instituto do Meio Ambiente (IMA). Para Lummertz, disso depende o futuro de SC.

 

Novos negócios

Entre as novas empresas que se destacam em SC está o grupo Fontes que acaba de criar a holding J&A soluções Inteligentes Multissetoriais. A nova marca resulta da união das iniciais dos nomes dos sócios João Neto e Arthur Oliveira. A empresa pioneira foi a Fontes Promotora de Crédito, hoje segundo maior correspondente bancário do Brasil em consignado. Mas agora reúne marcas como Saladices, que se tornou patrocinadora do Figueirense, a Passepag, Assert Tecnologia e outras. Para 2019, a ênfase será em open banking e conta digital.

 

Setor aéreo

A aprovação de lei que permite a grupos estrangeiros serem donos de 100% de empresas aéreas brasileiras é positiva. Mas o setor público precisa melhorar o ambiente de negócios para as aéreas, principalmente reduzir a carga tributária para que tenham condições semelhantes ao exterior. Uma das queixas é a tributação de ICMS. Vale lembrar o alerta de Ozires Silva, após a venda da Varig para a Gol. Segundo ele, o normal é uma empresa mais velha, comprar a nova e não o que ocorreu. Se as empresas pioram com o passar do tempo é uma prova de que algo errado ocorre há décadas no país. 

 

Leia também:

Com alta de 9,4% nas vendas, comércio de SC está se recuperando

Deixe seu comentário:

Estela Benetti

Estela Benetti

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

estela.benetti@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade