nsc
    nsc

    Com unidade em SC, maior fabricante de eletrodomésticos do mundo espera retomar volume de vendas pré-crise só em 2019

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    08/01/2018 - 08h34
    Apesar das vendas em alta desde 2017, fabricante de eletrodomésticos não vê recuperação total em 2018
    Apesar das vendas em alta desde 2017, fabricante de eletrodomésticos não vê recuperação total em 2018
    (Foto: )

    O ritmo lento da retomada do crescimento econômico ano passado e a expectativa de alta do PIB este ano perto 2,8%, ainda com dúvidas sobre qual será o impacto da política, faz com que diversos setores econômicos estimem que só vão voltar ao patamar de antes da recessão em 2019. Esse é o caso de eletrodomésticos apesar das vendas em alta desde o ano passado. A Whirlpool, dona das marcas Consul e Brastemp, é uma das empresas que projetam essa volta ao mesmo nível de antes da crise somente ano que vem.

    Lançamentos têxteis

    A Döhler, uma das maiores empresas de têxteis para cama, mesa, banho e decoração do país, na sua convenção anual com 130 representantes em Joinville na última semana, lançou nova coleção e estratégia de vendas. Segundo a gerente de Desenvolvimento de Produtos, Elisabeth Döhler, para a coleção foram considerados quatro estilos que definem os gostos do consumidor e a cor cinza é o novo neutro. A empresa também lança novos licenciados como Super Mario, Batman, Princesa Sofia, Toy Story e outros. Quanto à estratégia, o diretor comercial da companhia, Carlos Döhler, revelou que a empresa inicia este ano uma nova formação técnica à equipe de vendas com base em 11 comportamentos, que vai durar cinco anos. De janeiro a setembro de 2017, a Döhler registrou receita líquida de R$ 339,3 milhões, 6,6% mais do que nos mesmos meses do ano anterior. No mesmo período, o lucro líquido subiu de R$ 10,688 milhões para R$ 22,575 milhões e os investimentos somaram R$ 11,3 milhões. Os números mostram melhora do mercado.

    À frente do ICOM

    O Instituto Comunitário Grande Florianópolis (ICOM), que atua há 12 anos pelo desenvolvimento social da região, começa o ano com nova diretoria. A fundadora da instituição, Lucia Dellagnelo, volta à presidência com o fim do mandato da executiva Julia Midori Koidara. Também integrarão a nova diretoria Ana Dantas, Anderson Giovani da Silva, Talissa Pires, Eduardo Magnus Smith e Gérson Schmitt.

    Inteligência artificial

    O conceituado grupo Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento imparcial ao setor de tecnologia, prevê uma maior dinâmica do emprego devido ao avanço da inteligência artificial a partir de 2020. Nesse ano, o Gartner acredita que a tecnologia passará a gerar mais empregos do que eliminar. E até 2025 serão criados cerca de 2 milhões de novos empregos no mundo pela inteligência artificial.

    Leia mais matérias e comentários da colunista Estela Benentti

    Mais colunistas

      Mais colunistas