nsc
nsc

publicidade

Tecnologia

Florianópolis sedia primeiro projeto-piloto nacional de telefonia 5G

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
26/06/2019 - 13h52 - Atualizada em: 23/07/2019 - 12h04
Marco Di Constanzo, diretor de Tecnologia da Tim Brasil, conduziu apresentação. Foto: Estela Benetti/NSC Total
Marco Di Constanzo, diretor de Tecnologia da Tim Brasil, conduziu apresentação. Foto: Estela Benetti/NSC Total

A Capital catarinense foi escolhida para estrear os testes da tecnologia 5G no Brasil sobre uma rede real. O projeto é uma parceria entre a operadora de celular TIM e a Fundação Certi. A novidade foi anunciada e demonstrada para a imprensa nacional na manhã desta terça-feira pelo diretor de Tecnologia da Tim Brasil, Marco Di Constanz, e pelo Superintendente de Negócios, Tecnologia e Inovação da Fundação Certi, Laercio Silva. O projeto da Capital de SC é com a solução da chinesa Huawai. Inicialmente, os testes estão sendo feitos pela Certi para aplicações em indústria 4.0, redes de energia, saúde e agricultura. Quem quer conhecer de perto a velocidade maior do 5G pode visitar tenda montada atrás do Centro de Eventos da UFSC, onde a empresa e a instituição mostram aplicação para baixar um vídeo, em sistema de imagens virtuais em áreas urbanas e uso em celular. A visitação é em horário comercial, das 9h às 18h.

Segundo Marco Di Constanzo, o 5G estará disponível para o mercado em 2021, o custo ao consumidor ficará igual ou próximo ao atual que é 4G. Os usuários terão que usar smartphones compatíveis, produtos que ainda não estão no mercado brasileiro. É claro, a nova tecnologia vai se comunicar com as demais soluções de telefonia no mercado.

Tech SC: fique por dentro do universo da tecnologia em Santa Catarina​​​​​​​​

Tanto Constanzo quanto Laercio Silva informaram que Florianópolis foi escolhida para o projeto-piloto por ser uma cidade polo de tecnologia, ter a maior densidade de startups por habitantes do Brasil e pelo fato de a Certi ser uma instituição que desenvolve tecnologias para o Brasil e exterior. A operadora já está testando o 5G na Itália e vai lançar mais dois projetos-piloto no Brasil. Um em Santa Rita do Sapucaí, um polo de tecnologia de Minas Gerais onde adotará solução da Ericsson e outro em Campina Grande, na Paraíba, junto com a Nokia.

- A Telecom Itália (controladora da TIM) começou o seu piloto de 5G há quase dois anos. Amadureceu uma série de experiências que a gente capitalizou. Não estamos começando do zero – disse Constanzo, que citou como exemplo possível de uso da tecnologia um tour virtual na Capela Sistina.

A tecnologia 5G promete revolucionar o uso de soluções digitais no mundo porque é de 50 a 100 vezes mais rápida que a atual. Pode ser usada na mobilidade urbana das smart cities, softwares para doenças, cirurgias à distância e muitas outras alternativas.

Há uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China em torno disso. Recentemente, a China informou que terá que atrasar a difusão do 5G porque depende de chips dos EUA e eles estão limitando o acesso. O Brasil já informou que não fará restrição à Huawai. Até esta semana, o presidente Jair Bolsonaro terá uma reunião com o presidente chinês Xi Jimping antes do G20 no Japão. Falarão sobre temas de interesse dos dois países, incluindo a Hauwai.

Deixe seu comentário:

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade