nsc

publicidade

Estela

Ainda melhor

Floripa Conecta projeta tecnologia de SC e será mais forte ano que vem 

Compartilhe

Por Estela Benetti
17/08/2019 - 06h30 - Atualizada em: 17/08/2019 - 11h06
(Foto: Divulgação)

Com mais de 60 eventos coligados, a primeira edição do festival Floripa Conecta, que tem como objetivo projetar o ecossistema de inovação e tecnologia de Florianópolis e do Estado e também aquecer a economia da Capital, encerrou a semana de programação mais intensiva com resultados além do esperado. Entre os que destacam essa conquista está o diretor de Inovação da Federação das Indústrias (Fiesc) e superintendente da Fundação Certi, José Eduardo Fiates. 

— A semana foi um sucesso absoluto. Tivemos 1.500 pessoas de segunda a quarta-feira. O evento Innovation Summit reuniu diversas associações de venture capital, líderes de institutos de pesquisa tecnológica do país e do exterior, investidores anjo e outros. Nos dois últimos dias tivemos mais de 4 mil participantes no Startup Summit e encerramos com palestra de um dos fundadores do Waze, o israelense Uri Levine. A ideia de fazer em agosto um festival parecido com o SXSW de Austin, Texas, nasceu vitoriosa – avaliou Fiates. 

O presidente da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), Daniel Leipnitz, afirmou que o Floripa Conecta, projetado durante três anos, é a realização de um sonho. Além de ser uma co-criação da Acate, Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif), Certi, CDL, Fiesc e Sebrae, atraiu outros setores criativos como turismo, gastronomia, design, artes plásticas e audiovisual. 

— O Floripa Conecta foi uma inovação em termos de congregar eventos. Fortaleceu o pior mês da economia de Florianópolis, tornando um mês de sucesso. O grande estímulo foi a área de tecnologia. A administração pública está se aproveitando disso – disse o prefeito da Capital, Gean Loureiro. 

Para o presidente da Acif, Rodrigo Rossoni, evento foi muito enriquecedor, com pessoas do mundo todo e uma pauta diversa, com a presença inclusive de três ministros – da Ciência e Tecnologia, Produtividade e Turismo. Segundo ele, a Acif já aprovou o orçamento para a edição do ano que vem. O presidente do Sebrae nacional, Carlos Melles, sugeriu disseminar o modelo do evento para outras cidades do país e o superintendente do Sebrae-SC, Carlos Henrique Fonseca, já trabalha para que o Startup Summit seja o dobro maior no ano que vem. 

O festival Floripa Conecta vai até o final do mês com outros eventos. A meta e encerrar agosto com mais de 100 mil participantes e receita de R$ 100 milhões. 

Modelo dos EUA 

Como o Floripa Conecta foi inspirado no festival SXSW de Austin, Texas, nos Estados Unidos, um dos principais colaboradores foi o engenheiro catarinense Marcel Ribas, que é executivo da Dropbox naquela cidade americana. Segundo ele, o evento de SC começou mais forte que o festival que o inspirou, que começou com música para o mundo. Aqui, começou com temas diversos.

— Foi de Floripa para o mundo e do mundo para Floripa. Acredito que a edição do ano que vem será maior – disse Ribas. 

Deixe seu comentário:

publicidade