Após conceder entrevista de uma hora para colunistas da NSC quarta-feira à tarde sobre os seis primeiros meses de gestão, o governador Jorginho Mello (PL) conversou um pouco com a coluna nos bastidores, acompanhado de secretários, sobre o futuro. Antecipou que a maioria das obras de restauração de rodovias deverá ser feita ano que vem e o secretário da Fazenda, Cleverson Siewert, revelou que o Instituto do Meio Ambiente (IMA) acelera licenças para projetos de investimentos que somam R$ 23 bilhões no Estado.

Continua depois da publicidade

Além de Siewert, também acompanharam o governador os secretários Estêner Soratto, da Casa Civil; e João Debiasi, da Comunicação.

– São R$ 23 bilhões de investimentos mapeados. Mais ou menos R$ 15 bilhões gerais e R$ 8 bilhões em energia. Em energia, falamos de PCHs, CGHs e outros projetos nessa área. Estamos fazendo um levantamento por grandes blocos, para saber mais detalhes e ver também sobre quanto serão gerados de empregos e impostos – informou o secretário da Fazenda.

Os investimentos em infraestrutura serão em plano que será anunciado em breve pelo governo do Estado. Serão definidas as obras a serem feitas e a liberação de R$ 1,3 bilhão em empréstimos, que o estado vem negociando.

– Eu estou esperançoso de que a economia reaja. Que a Selic baixe um pouquinho porque está muito alta. E que com esses investimentos que estamos fazendo, apoio ao Prodec e fornecimento de energia para algumas empresas, que elas possam crescer e devolver isso em arrecadação de tributos – disse o governador.  

Continua depois da publicidade

Ele disse também esperar que a reforma tributária, que será aprovada, desamarre esses nós que tem na legislação tributária e isso ajude a arrecadar mais. Falou que está esperançoso de que vai receber recursos dos royalties de petróleo.

– Estou esperançoso com os Royalties do Petróleo porque a Petrobras já informou o Supremo Tribunal Federal de quanto que já foi retirado dos Poços ali para dividir com Paraná – comentou Jorginho Mello.  

Destaques do NSC Total