nsc
nsc

Tecnologia

“Grande desafio das cidades inteligentes é a inclusão social”, diz Piqué

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
26/04/2022 - 13h23
Josep Piqué, presidente da La Salle Technova, de Barcelona
Josep Piqué, presidente da La Salle Technova, de Barcelona (Foto: FEpese, Divulgação)

A transformação de cidades comuns em cidades inteligentes, as smart cities, requer disponibilidade de tecnologia, gestão eficiente e, principalmente, a inclusão de todos os habitantes, independentemente da renda. Foi essa as mensagem principal do especialista espanhol da área de tecnologia, Josep Piqué, presidente da La Salle Technova, que fez palestra na noite desta segunda-feira no evento Cidades 2030: uma visão de futuro. A iniciativa foi da Fundação de Estudos e Pesquisas Econômicos (Fepese), de Florianópolis.

​- O grande desafio das cidades inteligentes não é usar apenas a tecnologia, mas a inclusão social para que não haja uma ruptura digital, uma brecha entre pessoas conectadas e as pessoas não conectadas. As pessoas precisam ter conectividade e conhecimento para usar novas tecnologias para ter desenvolvimento profissional e pessoal – afirmou Piqué.

Engenheiro de telecomunicações com doutorado em ecossistemas de inovação, Piqué ficou famoso mundialmente por ter liderado o projeto 22@, que transformou uma área degradada de antigo polo têxtil em Barcelona em polo de tecnologia. Ele também foi consultor do projeto dos 13 centros de inovação do governo de Santa Catarina.

Questionado sobre como incluir todos no mundo digital, ele disse ontem que isso passa pela educação e que os professores precisam ser capacitados para oferecer essa formação.

Ele fez palestra e participou de painel, que teve como debatedores o prefeito de Florianópolis, Topázio Silveira Neto, a vice-presidente da divisão de Proteína Cultivada da JBS, Fernanda Vieira Berti e como moderador, o empresário Diego Brites Ramos, diretor da Vertical de Smart Cities da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) sócio e diretor geral da Teltec Solutions.

O evento também teve a participação da deputada federal Ângela Amin (PP), que integrou o grupo de trabalho sobre cidades inteligentes da Câmara dos Deputados. Ela é autora de dois projetos de lei sobre o tema – a política nacional de cidades inteligentes e a política nacional de educação digital – e também é co-autora de livro sobre o assunto.

- Se não tivermos bem consolidados os deveres do Estado vamos perder a guerra para esse novo momento. Temos que investir em professores para a formação dos estudantes. Isso começa lá na pré-escola, que oferece habilidades para usar tecnologias – alertou Ângela Amin.

O evento foi realizado no LK Design Hotel. A próxima edição do Summit Cidades, promovida pela Fepese, será de 23 a 25 de novembro, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Florianópolis. 

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas