nsc
nsc

Incentivo para negócios

Lei cria a Semana Estadual do Empreendedorismo Feminino

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
28/03/2021 - 16h25 - Atualizada em: 28/03/2021 - 17h01
Empresárias do setor de fotografia de Concórdia
Empresárias do setor de fotografia de Concórdia, em evento do Sebrae Delas, em 2020 (Foto: Divulgação)

Santa Catarina tem mais de 350 mil negócios fundados e liderados por mulheres, o que representa 34% das empresas ativas do Estado, segundo levantamento do Sebrae nacional com dados do terceiro trimestre de 2020. Na sexta-feira (26/03), o governador Carlos Moisés sancionou a lei número 18.097/2021 que cria a Semana Estadual do Empreendedorismo Feminino em novembro, sempre incluindo o dia 19 daquele mês. O objetivo é incentivar ainda mais negócios liderados por mulheres.

A nova lei recomenda ao governo estadual promover eventos e campanhas com esse objetivo, também em parceria com o setor privado. Será mais um evento a reforçar a inserção de mulheres nos negócios. O Estado já comemora em 17 de agosto o Dia Estadual da Mulher Empresária.

BRDE projeta R$ 1,1 bilhão em crédito, com linha para empresárias

A criação da semana foi um projeto de lei do deputado Ulisses Gabriel (PSD) que é suplente de Milton Hobus e exerceu parte do mandato em 2020. Gabriel explica que propôs a lei porque é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas, a partir das metas do milênio, “alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas”. Ele disse também que apresentou o projeto inspirado na esposa Thayni Librelato, que é sócia de indústria do setor de implementos rodoviários (Librelato SA) e, com certa frequência, é discriminada no mercado por ser mulher.

Apesar de Santa Catarina ter uma das economias mais dinâmicas do Brasil, no Estado também o empreendedorismo feminino acontece por necessidade. Segundo a pesquisa do Sebrae, SC está em 9º lugar entre os estados com mais negócios liderados por mulheres no país e responde por 4% do total. No Brasil, são cerca de 8,6 milhões de CNPJs, 33% do total e 43% estão na Região Sudeste. Depois vem o Nordeste com 24%, o Sul com 17%, o Norte e o Centro-Oeste com 8% cada.

Enquanto, no Brasil, 49% das empreendedoras são também chefe de família, em SC o número e um pouco menor, 46%. O levantamento mostra ainda que em nível nacional 61% das empreendedoras têm renda mensal de até um salário mínimo com o negócio próprio, em SC são 39% que obtém até essa renda.

O Sebrae-SC é uma das instituições que mais incentivam e apoiam o empreendedorismo feminino, nos mais diversos setores. Está com inscrições abertas até o dia 5 de abril para o programa Sebrae Delas Mulher de Negócios. O objetivo é incentivar o desenvolvimento de ideias, formalizar a empresa ou impulsionar atividade que já está sendo desenvolvida. O programa será desenvolvido totalmente online com capacitações de 15 de abril a 25 de novembro. As inscrições podem ser feitas no http://sebrae.sc/sebraedelas

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas