nsc
nsc

Luto

Morre Heinrich Berg, ex-presidente da Tupy e ex-vice da Tigre

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
24/05/2021 - 06h08
Heinrich Berg e Dieter Schmidt na Tupy nos anos de 1960
Heinrich Berg e Dieter Schmidt na Tupy nos anos de 1960 (Foto: Acervo pessoal, Divulgação)

O executivo e consultor Heinrich Berg, 85 anos, que presidiu a Tupy e também foi vice-presidente da Tigre, faleceu nesta sexta-feira, em Joinville, vítima de miastenia, doença neuromuscular rara. Ele liderou as duas companhias que dos anos de 1960 a 1980 foram as maiores indústrias de Santa Catarina.

Heinrich Berg assumiu a presidência da Tupy em setembro de 1981, quando Hans Dieter Schmidt, titular do cargo e secretário de Estado da Indústria e Comércio faleceu em acidente aéreo na Serra catarinense. O empresário cumpria uma viagem de trabalho pela secretaria, quando atuou no govenro de Jorge Bornhausen. Berg estava na companhia desde os anos de 1960 e em 81 integrava a diretoria. Anos depois, quando saiu da Tupy, foi convidado pelo fundador e presidente da Tigre, João Hansen Junior, para ser o vice-presidente da empresa.

Morre Felipe Luz, ex-secretário de governo de SC e ex-diretor da Sadia

Descendente de imigrantes russos, Henrich Berg nasceu em Ibirama, no Alto Vale do Itajaí. A família mudou para Curitiba anos depois e ele trabalhou desde cedo para pagar os estudos. Cursou economia na Universidade Federal do Paraná e foi um dos primeiros economistas a atuar em Joinville. Além da vida executiva, foi diretor da Associação Empresarial de Joinville (Acij) e do Rotary Joinville. Quando deixou a vida executiva, atuou como consultor.

Heinrich Berg, executivo e economista em Joinville
Heinrich Berg, há cerca de dois anos, quando já enfrentava miastenia
(Foto: )

Casildo Maldaner, de desbravador do Oeste a governador na crise

Segundo o jornalista José Augusto Gayoso Neves, genro de Heinrich Berg, o diagnóstico de miastenia foi há cerca de 20 anos, mas a doença foi tratada até agora. A última crise foi mais intensa e, pela idade mais avançada, não foi possível superar. Henrich Berg deixou a esposa Carin Wetzel, três filhos, genro, nora e netos. A cerimônia de despedida foi sábado, somente para familiares, em Curitiba, onde foi realizada também a cremação. 

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas