nsc
    nsc

    Fusões e aquisições

    Nuvini compra a catarinense Effecti e mira R$ 4 bilhões em receita

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    11/03/2021 - 12h36 - Atualizada em: 11/03/2021 - 12h54
    Pierre Schurmann, empreendedor do setor de TI
    Pierre Schurmann, empreendedor do setor de TI e fundador da Nuvini (Foto: Nuvini, Divulgação)

    O mais novo negócio da Nuvini, grupo de empresas de sistemas para serviços (SaaS) fundado pelo empresário Pierre Schurmann, é a startup Effecti, de Rio do Sul, Santa Catarina, que atua com softwares para licitações online. Pelo acordo, fundadores da Effecti, Fernando Salla e Everton Porath, seguem como acionistas da empresa que tem mais de 1,4 mil clientes, entre os quais a Claro, Johnsons&Johnsons e a Cremer.

    Startup para licitações é selecionada pela Endeavor

    No comunicado à imprensa, Pierre Schurmann informou também que a Nuvini segue um modelo adotado pelo grupo Cosntellation Software, do Canadá, que integra mais de 250 empresas e está na bolsa de Toronto. Por essa estratégia de negócio, os fundadores das startups mantém uma participação das empresas que fundaram e também do grupo, no caso o Nuvini.

    Totvs compra a catarinense RD por R$ 2 bilhões, o maior negócio de TI da América Latina

    Assim, o plano de Schurmann e sócios é comprar 100 startups até 2025, para oferecer ao mercado soluções nas verticais de marketing e vendas, produtividade, finanças e controle. Com esse grupo, a meta é alcançar receita bruta de R$ 4 bilhões e Ebitda de R$ 1 bilhão. Nos últimos meses, a Nuvini adquiriu duas empresas além da Effecti. São a Leadlovers, brasileira, que atua com automação de marketing digital; e a Ipê Digital, que oferece softwares para o setor de óticas do país.

    Pierre Schurmann, que já fundou sete empresas de tecnologia sozinho ou com sócios, comprova que o DNA da família é de empreendedores. É filho dos navegadores Wilfredo e Heloísa Schurmann e sobrinho de Wilmar Schurmann, o empresário que transformou a Ceval numa gigante de grãos, depois adquirida pela Bunge. Pierre estreou em TI em 1997, quando fundou o Zeek!, portal de buscas, junto com outro sócio. Depois, foi co-fundador do Ideas.com, abriu a Conectis Experience Marketing, o Experience Club e a Bossa Nova Investimentos.

    Com a Effecti, o plano é avançar nesses serviços digitais para negócios no setor público. No ano passado, colaborou para a movimentação de R$ 11 bilhões em transações, que permitiram adquirir mais de 325 mil itens em pregões eletrônicos. A empresa controla também editais que são publicados no país.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas