Navegue por

publicidade

Estela

Entrevista

Presidente do Secovi de Florianópolis e Tubarão analisa a situação do setor habitacional

Compartilhe

Por Estela Benetti
12/10/2018 - 04h00 - Atualizada em: 12/10/2018 - 04h00
Fernando Willrich
(Foto: )

Quando o país todo se volta para a necessidade de retomada do crescimento econômico e do crescimento da arrecadação de impostos, um setor que é fundamental para isso é o habitacional, incluindo a construção e venda. O presidente do Secovi de Florianópolis e Tubarão, Fernando Willrich, afirma que o setor registra sinais de recuperação, mas é preciso mais crédito para imóveis, retomada de construções populares e mudanças legais para destravar o setor.

 

Qual a situação hoje do setor no Brasil e em Santa Catarina?

Fernando Willrich: Depois de uma crise profunda, temos sinais importantes de recuperação. Mesmo assim, o financiamento imobiliário novo nos últimos 12 meses foi 50% menor do que o dinheiro emprestado em 2014 e 2015 para pessoas físicas. Para pessoas jurídicas, esse índice chega a 80%. Ou seja, para que a tendência à recuperação se transforme efetivamente em um novo ciclo de crescimento, precisamos de uma atenção especial do governo, seja ele qual for.

 

O que o setor espera do novo governo federal?

Fernando Willrich: A Caixa detém quase 70% do mercado imobiliário, que é altamente lastreado em financiamento bancário. E ora a Caixa reduz, ora aumenta essa capacidade de financiamento, diz que acabou o dinheiro etc... Precisamos ter maior segurança numa política que coloque o setor imobiliário como de fato estratégico para o crescimento. Com um ajuste fiscal, poderemos ter redução de juros, por exemplo. É fundamental também que o governo volte a investir no Minha Casa, Minha Vida para diminuir o déficit habitacional. São necessárias melhorias na segurança jurídica para quem tem imóvel para alugar. É preciso desonerar a tributação e dar incentivo fiscal para a indústria da construção civil, dar estimulo às empresas regulares de parcelamento do solo e criação de lotes urbanizados são medidas que igualmente terão reflexos positivos para fazermos de 2019 um ano realmente novo, com benefícios para empresários e consumidores. 

 

Leia também:

Empresas investem R$40 milhões em plataforma de sistemas web

 

Deixe seu comentário:

Estela Benetti

Estela Benetti

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação